De que está à procura ?

luxemburgo
Lisboa
Porto
Luxemburgo, Luxemburgo
Publireportagens

Marcelo Rebelo de Sousa nas comemorações dos 85 anos da Imperial

A Imperial – maior fabricante nacional de chocolates – realiza, no próximo dia 22 de setembro, a partir das 15h30, a cerimónia de comemoração dos 85 anos de atividade. A cerimónia marca, também, a inauguração de uma nova unidade industrial da empresa, em Vila do Conde, que resulta de um investimento de seis milhões de euros. O evento contará com a presença de Marcelo Rebelo de Sousa, Presidente da República, e Manuel Caldeira Cabral, ministro da Economia, entre outras individualidades, parceiros e clientes que têm contribuído e acompanhado o crescimento da Imperial nas últimas décadas.

Detentora de marcas tão emblemáticas como Regina, Jubileu, Pintarolas, Allegro e Pantagruel, a Imperial tem vindo a registar um crescimento sustentado, assumindo posições de liderança em diversos segmentos. Para tal, a empresa tem apostado, de forma contínua, na inovação e desenvolvimento, com cerca de 20 milhões de euros investidos, na última década, nas instalações fabris, que foram utilizados na modernização dos equipamentos de produção e das infraestruturas.

A presença internacional da Imperial é, também, uma forte aposta, sendo que os chocolates do produtor português são já distribuídos em 50 países de todos os continentes. Neste momento, o mercado externo representa cerca de 30 por cento das vendas totais da empresa, resultado de uma estratégia assente na qualidade, flexibilidade, diferenciação e inovação dos produtos, bem como na grande capacidade de adaptação às culturas e hábitos dos consumidores internacionais.

 

A Imperial é o maior produtor português de chocolates, detendo as marcas Jubileu, Regina, Pintarolas, Pantagruel e Allegro, entre outras. Com um volume de negócios de 28 milhões de euros, a empresa exporta um quinto das suas vendas para cerca de 50 países. A Imperial é detida a 100 por cento pelo Fundo Vallis Sustainable Investments I. Com uma capitalização de 75 milhões de euros, é vocacionado para investir em empresas cujos vetores de procura estejam correlacionados com as macro tendências de desenvolvimento sustentável de longo prazo. O Fundo atua de acordo com critérios Socialmente Responsáveis, priorizando, na sua estratégia de investimento, empresas orientadas para a exportação, ou que se insiram em segmentos de mercado de elevado potencial de crescimento.