De que está à procura ?

luxemburgo
Lisboa
Porto
Luxemburgo, Luxemburgo
Desporto

Portugal leva 17 ciclistas ao campeonato do Mundo

A seleção portuguesa de ciclismo de estrada estará representada por 17 atletas no campeonato do Mundo, de domingo a 26 de setembro na Bélgica.

A prova, que se realiza na Flandres e celebra o centenário da competição, tem como principal novidade, no seio da seleção lusa, a ausência de Rui Costa (UAE Emirates), que no domingo foi 18.º nos Europeus, em Trento, Itália.

Na equipa masculina de elite, Portugal continuará a ser liderado por João Almeida (Deceuninck-QuickStep), com Nelson Oliveira (Movistar), Rafael Reis (Efapel), Ruben Guerreiro (Education First-Nippo) e Rui Oliveira (UAE Emirates) a repetirem a presença em relação aos campeonatos da Europa.

A novidade é a entrada de André Carvalho (Cofidis) para o lugar do campeão do mundo em 2013, num sexteto que enfrenta a prova de fundo no último dia de corrida, com Nelson Oliveira e Rafael Reis escolhidos para o contrarrelógio individual.

A prova de fundo, no último domingo de provas na Flandres, mantém as típicas características das clássicas nesta zona, uma das mais típicas e afamadas do ciclismo mundial, com 268,3 quilómetros entre Antuérpia e Lovaina com subidas curtas e ‘empinadas’ e vários troços em empedrado.

“São percursos muito específicos. Nos mais jovens pretende-se lutar pelos melhores resultados possíveis, mas, sobretudo, dar uma experiência competitiva diferente aos nossos corredores. Nas categorias de elite e de sub-23 temos corredores que se adaptam bem a este tipo de provas, pelo que tentaremos fazer um bom campeonato do mundo”, declarou José Poeira, citado pela FPC.

Na prova feminina de elite, e na ausência de uma categoria sub-23 na qual ‘encaixariam’, estarão a olímpica Maria Martins (Drops), campeã nacional de fundo, e Daniela Campos (Bizkaia Durango), com esta última a disputar o contrarrelógio, disciplina em que é também a número um nacional.

Fábio Costa (Efapel), Miguel Salgueiro (LA Alumínios) e Pedro Miguel Lopes (Kelly-Simoldes-UDO) estarão na prova sub-23 masculina, com António Morgado e Gonçalo Tavares (Bairrada), que estarão no ‘crono’, a liderarem nos juniores uma formação completa com Diogo Pinto (Academia Joaquim Agostinho/CYR/UDO) e Lucas Lopes (Póvoa de Varzim/CDC Navais).

Beatriz Roxo (Academia de Ciclismo de Paredes) junta-se a Sofia Gomes (Vesam/Blok/Vilanovense), que já tinha estado no Europeu, nas juniores femininas, correndo apenas a prova de fundo.

A selecionadora das femininas, Ana Rita Vigário, lembrou a “juventude” de toda a seleção que leva à Flandres, colocando como objetivo “a aquisição de experiência e de competências competitivas”.

Os Mundiais abrem com o ‘crono’ da elite masculina, um percurso de 43,3 quilómetros entre Knokke-Heist e Bruges, no primeiro domingo.

Segue-se o contrarrelógio feminino, no dia 20, e o dos juniores masculinos, no dia 21, com as provas de fundo a arrancarem no dia 24, com a dos juniores masculinos e a dos sub-23.

No dia 25, as juniores femininas correm 75 quilómetros com partida e chegada em Lovaina, cidade de chegada da elite, após 157,7 quilómetros. O programa encerra com a corrida de elite masculina.

#portugalpositivo