De que está à procura ?

Lifestyle

Lutar pelo jazz português Mano a Mano

Como o BOM DIA deu conta o Festival Atlântico traz, até ao final do mês, vários artistas lusófonos ao Luxemburgo. A pré-abertura do festival foi assinalada com um concerto do duo português Mano a Mano no Centro Cultural Português no Luxemburgo.

O grupo é constituído por dois irmãos madeirenses, André e Bruno Santos. O seu percurso é marcado por vários discos editados em nome próprio e participação em projetos de Maria João, Carlos Bica, Rita Redshoes, Salvador Sobral, entre outros.

Antes do concerto o BOM DIA teve oportunidade de fazer algumas perguntas aos músicos portugueses. André Santos deixou uma mensagem positiva em relação à música portuguesa, reiterando que “há muito bom jazz em Portugal, cada vez mais.” O madeirense apontou, contudo, que “fora de Portugal pode ser díficil furar internacionalmente”, lamentando que “faltam apoios para a deslocação dos músicos”.

Já Bruno Santos explicou ao BOM DIA que o duo já está habituado a tocar para as comunidades portugueses. “Fomos a Washington a convite da embaixada” exemplificou, acrescentando que em breve vão voltar aos Estados Unidos para tocar para a comunidade portuguesa da área de Boston. “Vamos ao Uruguai também, num convite que envolveu a embaixada” adiantou ainda o artista português.

Os dois irmãos destacaram a portugalidade que a música dos Mano a Mano pode trazer aos portugueses da diáspora. “Trazemos os instrumentos tradicionais da Madeira (…) o que personaliza um bocadinho o nosso jazz” explicou André Santos.

Confira a entrevista completa:

 

TÓPICOS