De que está à procura ?

Luxemburgo

Futsal: um império português no Luxemburgo

© DR

O futsal no Luxemburgo tem ganho cada vez mais notoriedade. Não só pelo trabalho dos clubes individuais como pelo campeonato principal em si, que se tem afirmado cada vez mais competitivo. Nos jogos ouve-se mais português do que outra língua, e está-se muito longe da terra-mãe. Por que terá o Luxemburgo uma grande “portugalização” no futsal?

No fim do mês passado foi a final do campeonato luxemburguês de futsal, entre o FC Differdange 03 e o Union Titus Pétange. Ambos os clubes têm jogadores portugueses. Ambas as equipas seniores são treinadas por portugueses. Ambas as direções são portuguesas.

Bernardo Neves / BOM DIA
Equipa do FC Differdange 03 após uma vitória

Não só nos dois clubes finalistas se encontram portugueses. Todo o campeonato é português, muito dele importado. Os jogadores são atraídos por condições de vida mais favoráveis no centro europeu, e isso trá-los motivados e estáveis, muitas vezes. A eles, às mulheres e aos filhos. Já não é apenas por razões laborais que as pessoas vivem no Luxemburgo: até para jogar à bola vir para fora torna-se atrativo.

Os próprios luxemburgueses não aderem tanto ao desporto. Vêem-se mais em outros campeonatos do que num que tem mais estrangeiros do que nativos. A ausência de luxemburgueses traz homogeneização do campeonato, mas há quem se queixe que, por ser dominado por portugueses, a Fédération Luxembourgeoise de Football não fale, não se meta ou não intervenha no futsal. A ausência de apoio acaba por significar menos fundos, apoios ou uma menor profissionalização do desporto.

Esse apoio poderia ser importante já que o futsal já é melhor pensado no geral. “Embora sejamos jovens, já estamos nisto há 10 anos e já temos maturidade para saber o que estamos a fazer. Quando começámos isto, tínhamos 23/24 anos”, salienta Filipe Costa, presidente do FC Differdange 03, refletindo que já há maturidade para fazer o desporto crescer.

Como já havia referido, “Se metade deles se chamassem “Müllers”, ou um nome qualquer luxemburguês, eles já tinham seleção”. Refere criticando a ausência de estratégia por parte da federação em relação ao futsal.

Quando saiu o plano estratégico da federação luxemburguesa de futebol, “falou-se de futebol, de mulheres, de jovens. Não se falou de futsal”, acrescentou o dirigente. “E temos um potencial do caraças, mas como é um desporto muito orientado pela comunidade portuguesa eles descartam muito”.

DR
Sede da Federation Luxembourgeoise de Football – DR

O nível de futsal no Luxemburgo já se consegue comparar com o futsal português. “Se estivéssemos no campeonato português, tínhamos uma palavra a dizer”, salienta com confiança o diretor desportivo do Differdange 03. O futsal luxemburguês está cada vez mais competitivo, e Remy Manso pensou também que o seu clube conseguiria discutir uma meia tabela no campeonato português, mais competitivo que o do Grão-Ducado.

Já no início da época que agora terminou, um clube de futsal luxemburguês voltou à maior competição do desporto na Europa. Em 2018/19, o Racing FC tinha chegado à fase preliminar da Liga dos Campeões, tendo até conseguido duas vitórias contra equipas britânicas. Apesar de o foco neste desporto ser entre quatro clubes – Benfica, Sporting, Barcelona e ACCS (França) -, tem-se tornado mais relevante em toda a Europa. E o Luxemburgo quer fazer a sua parte.

Nesta época que agora terminou, o Luxemburgo voltou à liga milionária. Desta vez graças ao Differdange, que não conseguiu ir mais longe do que a fase preliminar. Contudo, o clube voltou a conquistar o título, e voltará a tentar fazer-se notar na Liga dos Campeões de futsal. Nos dias de hoje, é mais provável uma equipa de futsal no Grão-Ducado chegar à “Champions” do que uma equipa de futebol.

Muito deste esforço é português. E é também notório no norte do Luxemburgo. No FC Wiltz 71, um clube de futebol luxemburguês, instaurou-se o futsal há menos tempo do que o desporto-rei. Contudo, o símbolo do futebol e do futsal é diferente. Em baixo está o símbolo da equipa de futsal, o FC Wiltz 71 Futsal, onde está clara a influência portuguesa na esfera armilar por detrás do símbolo do clube.

DR
Emblema do FC Wiltz 71 Futsal – DR

O futsal do Luxemburgo está a crescer. Dada a grande presença de portugueses no desporto, é muito por nossa causa que isso acontece. É o desporto-rei na comunidade do Luxemburgo. É algo que faz crescer a representação do Grão-Ducado na Europa graças aos portugueses. Está a ganhar o destaque que merece.

Bernardo Neves

#portugalpositivo

TÓPICOS