De que está à procura ?

luxemburgo
Lisboa
Porto
Luxemburgo, Luxemburgo
Colunistas

Bérgamo

hoje foram os pássaros que acordaram o meu dia
pela primeira vez em muitos dias
tomei o pequeno almoço com o rádio desligado
hoje não quero ouvir a palavra morte
de tudo farei para chegar à noite sem
que esse trovão penetre no meu aparelho auditivo
também não vou ler os jornais
internet só para falar mais logo com o meu irmão que se encontra no outro lado do mundo
que buliço é este que não ouço nas ruas?
sento-me ao piano e não sei que tocar
Chopin partiu com trinta e nove anos
levado por um vírus também
em cima do instrumento vazia
ainda a garrafa de vinho que ontem me embebedou
sinto dificuldades em perceber tudo isto que está a suceder
sinto dificuldades em respirar
sinto uma vontade imensa de atravessar um jardim um pomar uma floresta
pego no livro que tem-me acompanhado
desde que tudo isto começou
pego n’ “O Infinito” de Leopardi
e esbarro de súbito com estes versos:
“Folha e homem, a Natura
Trata com semelhança”
fecho o livro
corro para a uma janela
em cima o sol resplandece
em baixo floridas e alegres as cerejeiras imitam o som dos sinos
ao lado na estrada várias ambulâncias e carrinhas funerárias
meus deus

dm

25/03/20

Esta publicação é da responsabilidade exclusiva do seu autor.