De que está à procura ?

luxemburgo
Lisboa
Porto
Luxemburgo, Luxemburgo
Europa

A duas horas de Paris não há médicos

Saint Romain sur Cher deixa um apelo aos médicos de clínica geral para que venham trabalhar na cidade. A cidade está sem médicos desde o início de julho, para dar resposta aos 2 mil residentes. Algo já normal no departamento do Loire e Cher – a apenas duas horas da capital francesa, revela a Euronews.

Há apenas um médico por cada 750 habitantes. Uma escassez quatro vezes superior à média nacional. O tempo de espera ronda, no mínimo, as duas semanas e muitos destes profissionais não aceitam novos pacientes.

Patrick Porton, um médico de 55 anos, tenta fazer o que pode, mas tem a agenda cheia. Atende entre 30 a 35 pacientes por dia. O governo francês investiu milhares de euros como incentivo, para que os médicos se estabeleçam em zonas rurais devido à escassez de pessoal, mas os médicos mais jovens não parecem estar muito interessados nas cidades mais pequenas.

Uma empresa francesa apostou no médico digital criando cabines que funcionam como consultórios médicos digitais. Através deste sistema à distância, o médico consegue fazer várias leituras através de câmaras e auscultadores dando o mesmo aconselhamento e passando uma receita médica, como num consultório convencional. Estas cabines médicas estão a ser instaladas em câmaras municipais, farmácias e em lares de idosos.