De que está à procura ?

luxemburgo
Lisboa
Porto
Luxemburgo, Luxemburgo
Motores

Abarth 695 Rivale: potente e exclusivo

O Abarth 695 Rivale é inconfundível, até porque só está disponível com uma conjugação de cores específica do modelo com cinzento Ferrari abaixo da linha de cintura e azul riva acima, estas duas cores são divididas por duas linhas finas em azul acquamarina. Ainda no exterior o carro possui jantes de 17 polegadas envolvidas em pneus 205/40R17 e uma chapa de metal sob a tampa da bagageira que oferece um requinte extra ao design deste 695 Rivale. Outros destaques no exterior incluem um difusor desportivo, pára-choques dianteiro desportivo, grelha com inscrição Abarth, saias laterais desportivas e escape Akrapovic com duas saídas em carbono.

Tal como acontece na restante gama, as luzes de iluminação diurna, farolins traseiros e faróis de nevoeiro são LED. Como opções temos os faróis bi-xénon, pinças de travões Brembo, vidros traseiros escurecidos, entre outros.

Apesar de ser tão potente como o Abarth 595 Competizione por exemplo, o Abarth 695 Rivale quis ser o melhor dos dois mundos, um automóvel potente mas mais confortável e refinado, por isso, apresenta um interior realmente diferente da restante gama. Tal como acontece no FIAT 500 Riva, a viatura tem couro azul nas portas, volante, e sob o painel de instrumentos, enquanto a madeira está presente em todo o tablier, manete da caixa de velocidades e efeito na linha central do volante. O design desportivo mantém-se através dos pedais em metal, volante em “D” com pele perfurada e assentos desportivos mais confortáveis do que as backets Sabelt presentes em modelos como o 595 Competizione. Até nos assentos em couro azul o requinte não foi esquecido com inscrições “Rivale” nos encostos.

Espaço é algo que não é uma prioridade quando falamos de um citadino desportivo, como é o caso do Abarth 695 Rivale, que tem algum espaço nos dois lugares da frente e pouco nos traseiros.A bagageira também não é propriamente para viajantes com os seus 185 litros de capacidade.

O conforto a bordo também não é abundante, embora plenos de apoio lombar. Os assentos são menos firmes que as backets Sabelt do 595 Competizione, mas continuam a ser assentos desportivos e não uma referência em termos de conforto. As suspensões pouco condescendentes fazem com que se sinta a passagem por cima de uma simples folha de árvore.

Já em termos de equipamento o automóvel disponibiliza vidros eléctricos na dianteira, ar-condicionado automático, sistema de ajuda ao estacionamento, tejadilho em lona (950€), sistema de som premium Beats (600€), espelho retrovisor interior com escurecimento automático, ecrã táctil de 7 polegadas UConnect com navegação multimédia, entrada USB, Aux e Bluetooth. O sistema de navegação e multimédia da Abarth é intuitivo, tem uma imagem boa e um sistema de telemetria que permite cronometrar voltas, ter o diagrama de força G e ainda descarregar circuitos para que se possa comparar tempos com outros proprietários Abarth. Este sistema está preparado para Android Auto e Apple CarPlay.

A posição de condução é bastante específica deste modelo, requer alguma habituação mas não é desconfortável, o volante regulável em altura facilita a procura pela posição de condução mais adequada e confortável.

A condução do Abarth 695 Rivale é entusiasmante, não só por ser um automóvel levíssimo e com muita potência, como por ter um escape Akrapovic em carbono que emite um ruído bastante notável que torna tudo mais prazeroso e emocionante, principalmente quando carregamos no botão sport. A direcção é directa, a caixa de velocidades é macia e o chassi é formidável para a distância entre eixos curta e dimensão reduzida. As suspensões Koni na dianteira e traseira são firmes e facilitam a condução no que toca a deslizamentos de eixos. Já a travagem essa é incansável com discos perfurados no eixo dianteiro e traseiro, com o eixo dianteiro a contar com pinças Brembo de quatro embolos.

Como já tínhamos escrito noutros ensaios à gama Abarth é impressionante a forma como curva um automóvel com uma distância entre eixos tão curta. A inserção em curva é assertiva, embora seja preciso ter algum cuidado na forma como se aplica acelerador nas saídas, devido à grande potência às rodas da frente para um automóvel tão pequeno. Algo que permite colocar o pé no acelerador quase sem medos é o diferencial autoblocante mecânico(1900€) que passa a potência de uma roda para a outra de forma compensar perdas de tracção. Quando as travagens são fortes, o melhor é mesmo segurar o volante porque a traseira terá alguma tendência a iniciar um bailado capaz de assustar os menos experientes.

Na consola central temos um botão mágico que nos permite aumentar ainda mais o prazer de condução ao volante do 695 Rivale, o botão sport torna a nota de escape emitida pelo Akrapovic ainda mais audível, a direcção mais firme e a resposta ao acelerador melhorada. No painel de instrumentos os gráficos tornam-se mais desportivos apresentando o diagrama de força G.

Debaixo do capô temos um motor um ponto quatro litros turbo de quatro cilindros que debita 180v de potência e 250Nm de binário que são enviados para as rodas dianteiras através de uma caixa manual de cinco velocidades. Esta receita é suficiente para fazer com que o 695 Rivale acelere dos zero aos 100km/h em apenas seis vírgula nove segundos, antes de atingir a velocidade máxima de 225km/h. No que toca aos consumos, não podemos esperar milagres, mas com o pé na vertical, e sem o modo sport, o 695 Rivale é comedido o suficiente para que se consiga médias de 7,6 Litros a cada 100km. A partir do momento em que se liga o modo sport e o condutor quer dar fogo à peça, podemos garantir que os meros 35 Litros de combustível que leva o depósito da gama 695/595 não durarão  muitos quilómetros.

Na segurança, o Abarth 695 Rivale conta com monitorização da pressão dos pneus, retrovisor interior com escurecimento automático, sensores de estacionamento traseiro, ABS, ESP e faróis de nevoeiro. A Euro NCAP não realizou testes à gama Abarth, mas os testes de colisão serão semelhantes aos do FIAT 500 Convencional. Temos então três estrelas de resultado final com 66% na protecção dos adultos, 49% na protecção das crianças, 53% na protecção de peões e 27% nas ajudas à condução.

No que toca a valores, a gama Abarth começa nos 23.033,00€ para o Abarth 595 e para quem queira a versão mais exclusiva (Rivale) da marca teremos de desembolsar a partir dos 32.105,00€. A versão ensaiada ronda os 37.300,00€. Paga de IUC: 168,98€.

Fotos de: José da Palma

Veja abaixo o vídeo de teste da CAR ZOOM