De que está à procura ?

Lifestyle

Paula Rego evocada na National Gallery em Londres

© DR

A obra que Paula Rego produziu enquanto artista associada da National Gallery, nos anos 1990, está exposta pela primeira vez no museu londrino juntamente com o quadro do século XV de Carlo Crivelli no qual a portuguesa se inspirou.

A exposição, que decorre até 29 de outubro de 2023, “convida os visitantes a estabelecerem comparações directas” entre as obras e pretende ser uma homenagem à artista, que morreu no passado dia 08 de junho, aos 87 anos, que esteve em residência no museu entre 1990 e 1992.

Na altura, foi pedido a Rego para criar um mural para a cafeteira da nova ala Sainsbury, inaugurada em 1991 e adjacente ao edifício do século XIX, tendo produzido “O Jardim de Crivelli”.

Inspirada no retábulo “La Madonna della Rondine”, que terá sido pintado depois de 1490, Rego reimaginou a casa e jardim de Carlo Crivelli, um pintor italiano especialista em quadros para altares representando as vidas de santos.

No mural estão representadas figuras inspiradas pela Virgem Maria, Santa Catarina, Maria Madalena e Dalila, mas também outras mulheres de histórias bíblicas e mitológicas, e Rego usou amigos, membros da família e até funcionárias do museu para servirem de modelos.

Segundo o museu, Rego quis “explorar as narrativas das mulheres na história bíblica e popular baseadas em quadros da colecção” do museu e histórias de manuscritos medievais.

Numa entrevista ao site “Web of Stories”, contou ter usado as cores branco e azul como os azulejos tradicionais portugueses, para que o mural fosse “discreto”.

Na exposição estarão alguns desenhos das sessões originais bem como de esboços para a obra final, permitindo aos visitantes compreenderem melhor o processo criativo de Rego, disse o museu.

A National Gallery, fundada em 1824, é um dos mais importantes museus europeus e um dos mais visitados em todo o mundo, tendo no acervo uma coleção com mais de 2.000 pinturas desde o século XIII, com obras-primas de grandes mestres, como Leonardo da Vinci, Botticelli, Caravaggio, Rembrandt e Rubens.

#portugalpositivo

TÓPICOS