De que está à procura ?

luxemburgo
Lisboa
Porto
Luxemburgo, Luxemburgo
Europa

Lufthansa pode comprar 45% da TAP

David Neeleman, o maior acionista privado da Transportadora Aérea Portuguesa, prepara-se para vender a posição que detém na companhia. A notícia foi avançada pelo comentador político Marques Mendes. O comentador revela ainda que as negociações para a venda “estão bem encaminhadas”, mas que “ainda não estão fechadas”.

O jornal “Eco” tinha noticiado em novembro que a alemã Lufthansa liderava o lote de interessados para adquirir capital da TAP. Em meados de fevereiro revelou que a Luftansa e a United Ailines estavam estavam a concertar posições em parceria e que estariam a negociar com David Neeleman. Recorde-se que o empresário de origem brasileira é o maior acionista privado da companhia portuguesa, com 45% através da Atlantic Gateway; o restante capital é detido em 50% pelo Estado português e 5% pertencem aos trabalhadores.

Ainda segundo o “Eco”, há negociações com outras companhias aéreas, incluindo a Air France e a KLM. O objetivo de Neeleman passará por vender já uma parte da sua posição acionista e desfazer-se do resto a prazo ou, ainda, dispersar depois o capital da TAP em bolsa.

O comentador político Marques Mendes lembra ainda que “esta semana que passou foi de guerra aberta” entre o Ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos, e David Neeleman.

Há duas razões centrais. Por um lado estão em causa “os 100 milhões de euros de prejuízo” do exercício de 2018, ano que se pensava poder ser de lucro. Por outro, há a polémica dos prémios distribuídos aos trabalhadores. “Não faz sentido distribuir prémios quando a TAP previa dar lucros e deu aqueles prejuízos”, concluiu Marques Mendes.