De que está à procura ?

luxemburgo
Lisboa
Porto
Luxemburgo, Luxemburgo
Comunidades

Como o frango de churrasco à portuguesa conquistou Montréal

O frango de churrasco à portuguesa, ou “chicken piri piri”, como se diz em inglês no Canadá e na América, já faz parte da paisagem gastronómica da cidade de Montréal desde os anos 70 do século passado.

O site gastronómico canadiano Eater Montreal foi descobrir os pioneiros do frango à portuguesa e crê que tudo pode ter começado com Francisco Pedro Castanheira, que abriu os primeiros restaurantes portugueses de frango em Montreal há cinquenta anos. Francisco Pedro morreu em 2003, mas o negócio da sua família continua a prosperar.

Natural do Ribatejo, Francisco Pedro cresceu numa família de carpinteiros e criadores de gado – e conhecia bem o que é uma churrasqueira. Mas Francisco Pedro não era um grande fã de frango. Quando emigrou para Montréal, no final dos anos 60, Francisco Pedro conseguiu um emprego no Warshaw, um icónico supermercado agora fechado.

Um dia, pensou experimentar o frango assado que se vendia no supermercado, um alimento básico de longa data do Quebeque. Francisco Pedro achou o frango sem sabor e pensou que poderia fazer muito melhor.

Se bem o pensou mais depressa o fez. Francisco Pedro abriu um restaurante numa zona de Montréal frequentada por milhares de portugueses nas décadas de 1950 e 1960. Antes de encerrar, no início dos anos oitenta, o restaurante, com o nome de Castanheira do Ribatejo, servia frango no espeto regado com molho caseiro.

Enquanto isso, a moda do piri piri, estava a aparecer em todo o Portugal, vinda das colónias do sul de África. Com a descolonização de Portugal, membros da diáspora em Angola e Moçambique trouxeram o piri piri de com eles. Francisco Pedro aproveitou a tendência do piri piri e criou a sua própria receita. Os ingredientes exatos do molho de piri piri que começou a preparar no Canadá são, desde então, obviamente, um segredo de família.

Em 1974, Francisco Pedro abriu o Jano, um restaurante de frango grelhado com mesa, e o Coco Rico, uma churrascaria take away.

Mas Montréal tem outro local que é uma referência para o frango de churrasco á portuguesa. O Romados tem a reputação de atrair os transeuntes com a nuvem de fumo perfumada que envia para a rua. Uma vez lá dentro, os comensais atravessam o longo balcão da padaria repleto de pastéis de nata de aparência deliciosa, antes de chegar à área dos fundos onde podem pedir um frango de churrasco à portuguesa com piri piri picante.

Manny Machado, filho do fundador do restaurante, Fernando Machado acredita que “o momento em que se prova o frango e o tempero atinge a língua é simplesmente visceral. É mais do que apenas sabor, é uma sensação em todo o corpo”.

Fernando Machado emigrou para Montréal na década de 1960, mas sentia saudades dos sabores de Portugal, por isso decidiu abrir, em 1994, uma padaria e especializada nos pastéis de nata portugueses e broa. Também vendia sardinha e bacalhau, além do frango assado no carvão. O frango foi como um pequeno complemento mas tornou-se a imagem de marca do Romados.