De que está à procura ?

luxemburgo
Lisboa
Porto
Luxemburgo, Luxemburgo
Europa

Camões assina protocolo com Universidade de Sevilha para potenciar ensino de português

O instituto Camões assinou esta sexta-feira com a Universidade de Sevilha um protocolo de cooperação para o ensino de português, que o presidente do organismo português, Luís Faro Ramos, acredita que vai fazer crescer na comunidade autónoma espanhola de Andaluzia.

A parceria do Camões – Instituto da Cooperação e da Língua com a faculdade de Filologia vai permitir à Universidade de Sevilha a contratação de um professor para o ensino de português, a partir do próximo ano letivo, além de prever um plano de atividades de cultura portuguesa ao longo de todo o ano, adicionando-se a eventos culturais organizados pelo consulado-geral de Portugal na Andaluzia e na Extremadura.

“Teremos resultados concretos desta parceria e os números de ensino em português na Andaluzia vão crescer cada vez mais”, afirmou o presidente do instituto Camões à agência Lusa, vincando o potencial da língua portuguesa, a quarta mais falada no mundo.

Luís Faro Ramos realçou a importância do protocolo “desde logo no sentido de estreitar a cooperação com a Universidade de Sevilha, mas também para a cooperação e as relações entre Portugal e Andaluzia e também entre Portugal e Espanha”.

Também destacou o aspeto da formação de docentes, um “setor que é cada vez mais solicitado em Espanha, e na Andaluzia em particular”, para que os docentes “possam vir a ensinar o português como língua estrangeira aos interessados, sejam estudantes espanhóis ou de outras nacionalidades”.

“É o inicio de um processo que vai ter continuidade e que vai certamente ter sucesso”, vincou o presidente do instituto Camões, sublinhando a “conjugação de esforços” e o “trabalho preparatório que foi feito pelo consulado-geral em Sevilha, pelo cônsul João Queirós e pelo cônsul anterior, Jorge Monteiro, pela coordenação do ensino de português em Espanha e também pela embaixada de Portugal em Madrid”.

De acordo com dados do instituto Camões, o ensino de português em Espanha reúne um total de 28.109 alunos, contando com um total de 73 professores, aos quais se vai juntar o docente a contratar pela Universidade de Sevilha, para lecionar português na faculdade de Filologia.

Além da “incidência específica na questão do ensino do português”, Luís Faro Ramos frisou ainda “a preocupação na área da cultura, das atividades culturais”, não só na Andaluzia como a vizinha Extremadura, comunidade autónoma também sob jurisdição do consulado-geral de Portugal em Sevilha.

Este protocolo, assinado no contexto das comemorações do Dia de Portugal no sul de Espanha, “possibilita também que seja apresentado, dentro do plano de atividades culturais que todos os anos aprovamos em relação aos vários países onde esses planos têm execução, uma contribuição por parte de Sevilha em geral, não só da faculdade de filologia, mas também da Universidade em geral, para essas atividades culturais que, neste momento, já tem um significado relevante em Andaluzia e que têm potencial para crescer um pouco mais”, afirmou o presidente do Camões.