De que está à procura ?

luxemburgo
Lisboa
Porto
Luxemburgo, Luxemburgo
Mundo

Melhor especialista do mundo em fertilidade é português

O investigador Marco Alves, do Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar (ICBAS) da Universidade do Porto, ocupa a primeira posição do ranking de melhores especialistas do mundo na área da fertilidade, elaborado pela plataforma Expertscape.

Lançado em 2003, o Expertscape constitui um site de referência para quem pretende encontrar os médicos e profissionais de saúde mais experientes do mundo em mais de 27 mil tópicos relacionados com as ciências biomédicas .

Os especialistas são classificados de acordo com a qualidade e a quantidade de publicações realizadas nos últimos dez anos, e indexadas na base de dados MEDLINE da National Library of Medicine.

No caso de Marco Alves, esse trabalho tem vindo a ser realizado, em grande parte, nos laboratórios do ICBAS, onde chegou em 2016 como investigador FCT. Atualmente, é investigador auxiliar do instituto e faz parte da gestão científica da Unidade Multidisciplinar em Investigação Biomédica (UMIB).

Foi também no ICBAS que o investigador de apenas 37 anos deu início a um grupo de investigação focado em endocrinologia, metabolismo e reprodução masculina. A sua principal área de trabalho incide na biologia reprodutiva masculina, na modulação metabólica, obesidade e causas fisiopatológicas de infertilidade.

Entre os inúmeros projetos que Marco Alves liderou inclui-se, por exemplo, o desenvolvimento de um composto inovador que garante uma melhoria acentuada da qualidade dos espermatozóides durante e depois da preservação. Em paralelo, vem-se também destacando no desenvolvimento de parcerias com algumas das mais importantes instituições cientificas do mundo na área das ciências biomédicas, casos do Imperial College London (Reino Unido) ou do Centro Americano de Medicina Reprodutiva (EUA). É também cientista convidado na Universidade de Bari (Itália).

No currículo de Marco Alves não faltam também inúmeros prémios e distinções. Entre elas contam-se o Prémio “Nuno Castel Branco” (2017) e a edição 2019 do prémio do Grupo de Estudos de Investigação Fundamental e Translacional (GIFT), atribuídos pela Sociedade Portuguesa de Diabetologia (SPD). Também 2019, foi convidado a fazer parte do novo programa de inovação da Merck KGaA, uma multinacional farmacêutica alemã com mais de 350 anos de história.

#portugalpositivo