De que está à procura ?

luxemburgo
Lisboa
Porto
Luxemburgo, Luxemburgo
Europa

Alemanha, Áustria e Hungria com recorde de casos de covid-19

A Alemanha registou 7.830 novas infeções pelo novo coronavírus nas últimas 24 horas, o que representa um novo máximo pelo terceiro dia consecutivo, segundo os dados divulgados hoje pelo Instituto Robert Koch (RKI) de virologia. Na sexta-feira, o RKI tinha informado que a Alemanha contabilizava 7.334 novos casos, e na quinta-feira 6.638. Nas últimas 24 horas registaram-se 33 mortes devido à covid-19.

Desde o início da pandemia a Alemanha registou 356.387 contágios confirmados, 9.767 mortes sendo que o RKI estima que 287.600 pessoas tenham superado a doença.

Os números atuais estão claramente acima dos da primavera, quando o máximo de novas infeções foi registrado em 28 de março com 6.294, mas os dados são difíceis de comparar devido ao aumento de exames realizados que faz com que mais casos sejam descobertos.

O índice de reprodução da doença (R) foi calculado em 1,22, o que significa que cada dez pessoas afetadas infetam uma média de 12,2 outras. No dia anterior, R era 1,08.

Em Berlim, onde a incidência semanal é de 88 infeções, foi decretado que os bares e restaurantes teriam que fechar às 23:00, mas os tribunais declararam esta medida desproporcional.

A Áustria e a Hungria atingiram nas últimas 24 horas novos recordes de contágios da covid-19, com o número diário de novas infeções a subir para 2.317 e 1.791, respetivamente.

Na Hungria foram registados 1.791 novos casos nas últimas 24 horas, informaram hoje as autoridades sanitárias daquele país, depois de nas últimas semanas o número diário de novas infeções ter oscilado entre os 800 e 1.300.

Há ainda a registar, no último día, mais 24 mortes, o que elevou a contagem global associada à pandemia para 1.109 num país de 9,8 milhões de habitantes.

Aquele país do centro da Europa contabiliza ainda 1.693 pessoas hospitalizadas devido ao novo coronavírus, sendo que 185 estão ligadas a ventiladores.

Na Áustria, os número de casos diários superou pela primeira vez os 2.000, avança hoje o jornal Kronen Zeitung.

Aquele diário – que tem avançado até à data com rigor os números oficiais antes da sua publicação pelas autoridades austríacas – indica ainda que se registaram 2.317 novos casos nas últimas 24 horas.

No princípio do mês já se havia superado o recorde diário de 1.050 novos infetados atingido na primeira vaga, então ainda na primavera.

Na Áustria há 700 pessoas internadas com covid-19, 124 em cuidados intensivos, enquanto que o número de óbitos naquele país de 8,8 milhões de habitantes subiu para 882.

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Áustria, Alexander Schallenberg, teve um resultado positivo no teste ao vírus da covid-19 e está em quarentena domiciliária sem sintomas, noticiou hoje a rádio pública austríaca.