De que está à procura ?

Portugal

Turismo nos Açores continua a crescer

© DR

Os Açores superaram em julho, pelo terceiro mês consecutivo, os números de 2019 (pré-pandemia de covid-19) referentes a dormidas em alojamentos turísticos, de acordo com estimativas do Serviço Regional de Estatística (SREA) divulgadas hoje.

“O Indicador de Turismo prevê que terão sido registadas em toda a região cerca de 438 mil dormidas em alojamentos turísticos em julho”, lê-se numa publicação do SREA, divulgada hoje na sua página na Internet.

Em julho de 2019, foram registadas 391.201 dormidas nos alojamentos turísticos da região, de acordo com o relatório de atividade turística do SREA relativo a esse mês.

Em comparação com esse período, anterior à pandemia de covid-19, prevê-se um crescimento de cerca de 12% nas dormidas em julho de 2022.

A subida, face a 2019, foi semelhante no mês de junho (11,8%), tendo sido registado também no mês de maio (5%).

Em comparação com o período homólogo, em que o SREA contabilizou 266.598 dormidas, as estimativas hoje divulgadas apontam para um crescimento de 64,3% em julho de 2022.

A publicação destaca também o número de passageiros desembarcados nos aeroportos dos Açores, no mesmo mês, provenientes de voos territoriais (do continente português ou da Madeira) e internacionais.

Também neste caso, os números de julho de 2022 apontam para um crescimento face a 2019.

Os passageiros provenientes de voos nacionais cresceram 0,8%, tendo-se registado 95.611 desembarques em julho de 2019 e 96.324 em julho de 2022.

Já o número de passageiros provenientes do estrangeiro desembarcados nos Açores cresceu 33,3%, passando de 30.654 para 40.755.

A evolução é mais acentuada em comparação com julho de 2021.

Os passageiros de voos internacionais subiram 218,8%, enquanto os passageiros de voos nacionais aumentaram 40,6%.

Segundo o SREA, o Indicador de Turismo “tem por objetivo a estimação antecipada do andamento económico do setor do turismo”, por isso, “o número total de dormidas em alojamentos turísticos nos Açores é estimado e divulgado cerca de três semanas antes da publicação do destaque das Estatísticas do Turismo”.

TÓPICOS