De que está à procura ?

luxemburgo
Lisboa
Porto
Luxemburgo, Luxemburgo
Motores

Toyota Prius Plug-In: o melhor de dois mundos

O Toyota Prius Plug-In Hybrid é diferente em termos de design do Toyota Prius convencional. O formato da carroçaria é semelhante, mas há alterações que deixam distinguir facilmente esta versão mais tecnológica e futurista do Toyota Prius original.

A carroçaria é mais comprida no Toyota Prius Plug-In Hybrid cerca de 10cm. Mas a largura, altura e a distância entre eixos são semelhantes.

É no design propriamente dito que se encontram as maiores alterações face ao Toyota Prius Híbrido.

A versão ensaiada contava com jantes de 15 polegadas com dois tons envolvidas em pneus 195/65, óticas e farolins LED, faróis de nevoeiro LED, chave mãos-livres, antena barbatana de tubarão, tampa da bagageira em fibra de carbono e um tejadilho fotovoltaico que acumula energia e “abastece” o sistema elétrico.

No interior o Toyota Prius Plug-In Hybrid, tem uma qualidade de acabamentos que satisfaz, aliada a uma boa qualidade de montagem. Temos materiais emborrachados no tabliê e portas, temos plástico preto brilhante na consola central e portas e ainda plástico contrastante branco no volante e consola central junto à zona do manipulo da caixa de velocidades.

No que toca ao espaço interior viaja-se à vontade nos lugares dianteiros e nos dois únicos lugares traseiros a acessibilidade é boa. O espaço na bagageira é de 354 litros, neste caso, o Toyota Prius Plug-In Hybrid vê-se prejudicado face ao seu irmão híbrido que tem 501 litros de capacidade. Felizmente, através do rebatimento dos assentos temos um transporte de carga plano. O porta-luvas tem dimensões aceitáveis e o apoio do braço central dianteiro não nos deixa faltar espaço para colocar objetos.

Os assentos são ergonómicos e confortáveis, têm apoio lombar q.b e associados às suspensões bastante condescendentes proporcionam viagens confortáveis e prazerosas.

No interior a consola é saliente e flutuante, um painel de instrumentos colocado ao centro com ecrãs de dimensões generosas e um manipulo da caixa de velocidades colocado logo abaixo da consola central. O volante é ergonómico e multi-funções e as saídas da ventilação são “adornadas” com o nome “Prius” ao centro.

O Prius tem sistema de navegação e multimédia Toyota Touch 2 Go em ecrã de 8 polegadas, sensores de chuva e luminosidade, assentos dianteiros aquecidos, luzes dianteiras adaptativas, câmara de ajuda ao estacionamento, ar-condicionado automático de dupla-zona, carregador wi-fi de smartphone, 6 colunas de som, entradas USB, AUX e ligação Bluetooth, botão start da ignição, assento do condutor com ajuste lombar elétrico, cruise-control adaptativo, entre outros.

O sistema Toyota Touch 2 é funcional, tem uma definição aceitável, permite-nos aceder à navegação com informação de transito em tempo real, multimédia, internet, definições do automóvel e ainda ao “Monitor de energia”. Nesta aplicação é possível ver todo o ciclo de consumo de energia e carga acumulada na travagem regenerativa e rotação das rodas.

A direção leve torna-se algo vaga, mas oferece conforto. A caixa de variação contínua é funcional mas continua a ser “ruidosa” na hora de “dar fogo à peça”. O chassi do Toyota Prius não é o de um automóvel de corrida, mas satisfaz o tipo utilização destes automóveis que pretendem ser confortáveis e económicos. A suspensão condescendente ajuda o Toyota Prius a ser uma viatura em que é agradável viajar.

O Toyota Prius Plug-In Hybrid reúne o melhor de vários mundos. Um automóvel elétrico será sempre, ou quase sempre penalizado pela falta de autonomia e pelos tempos de carga elevados. Um automóvel híbrido quase nunca circula num modo totalmente elétrico o que permite entrar numa cidade em que venham a ser proibidos os automóveis a combustão.

O Toyota Prius Híbrido Plug-In tem o mesmo sistema híbrido do Toyota Prius normal sempre em funcionamento, este sistema permite-nos circular a gasolina com o auxilio do motor elétrico, ou no modo totalmente elétrico até aos 50km/h durante algum tempo até acabar a bateria que se esgota com relativa facilidade. Ainda assim é possível circular sem emissões ou consumo de combustível no trânsito e em circulação urbana a baixa velocidade.

Se queremos realmente ser mais ecológicos, mas não queremos ter um automóvel para viagens mais longas, o Toyota Prius Plug-In Hybrid, tem um sistema híbrido mais complexo que envolve baterias de maiores dimensões e nos permite circular até 50km no modo totalmente elétrico, com uma carga em tomada doméstica que demora apenas 3 horas. Este sistema pode ainda auxiliar o motor a combustão que passa a conseguir médias de consumo abaixo dos 3 litros a cada 100km. Através do sistema elétrico mais “complexo” será possível circular no modo totalmente elétrico em cidades que proíbam a utilização de automóveis a combustão.

É possível adequar o comportamento do Toyota Prius e do sistema híbrido a nosso gosto. Há três modos de condução Comfort, Eco e Power. O modo Power ajusta o Toyota Prius de forma a que nos consiga facultar o máximo da sua performance, abdicando da economia de combustível em prol do rendimento do motor, a direção fica também mais pesada neste modo. O modo “Normal” privilegia o conforto, temos uma resposta ao acelerador que não é demasiado brusca nem demasiado lenta, permitindo-nos efetuar ultrapassagens ou circular de forma mais descontraída sem consumos exagerados de combustível. O modo “Eco” vai aproveitar o máximo de energia acumulada através da travagem regenerativa e do movimento das rodas em desaceleração. Vai tornar a resposta ao acelerador mais lenta de forma a utilizar menos a carga da bateria e a acionar o motor a gasolina mais tarde, a climatização também se vê com menos rendimento quando este modo é acionado.

No que toca a consumos de combustível conseguimos com a carga total na bateria um consumo de 2,5 Litros a cada 100km, com a utilização do motor a combustão auxiliado pelo motor elétrico. Já no modo híbrido normal, sem carga no sistema “plug-in” as médias rondaram os 3,8 Litros a cada 100km. Com a bateria do sistema elétrico totalmente carregada e a circular apenas no modo elétrico conseguimos percorrer cerca de 40km.

O Toyota Prius PHV utiliza um motor a gasolina 1.8 Litros com 122cv de potência e 142Nm de binário, associado a um motor elétrico com 53kWh de potência e 162Nm de binário. A bateria do sistema híbrido é de iões de lítio tem 25aH e 351,1 Volts.

No que toca a performance temos uma aceleração dos 0 aos 100km/h em 11,1 segundos e uma velocidade máxima de 162km/h.

Nos testes Euro NCAP o Toyota Prius conseguiu as 5 estrelas com 92% na proteção de adultos, 82% na proteção de crianças, 77% na proteção de peões e 85% nas ajudas à condução.

Se vive no Luxemburgo teste o Prius na garagem Toyota CAR Avenue e diga que vai da parte do BOM DIA.

MAIS CARROS EM CAR ZOOM