De que está à procura ?

luxemburgo
Lisboa
Porto
Luxemburgo, Luxemburgo
Lifestyle

São João de Braga vai ser na internet

O São João de Braga, a festa sanjoanina mais antiga de Portugal (1150), arranca dia 15 de junho e neste ano de pandemia reinventa-se e transmite a maioria das iniciativas pela Internet, avançou hoje fonte oficial. “Fique em casa” é o slogan deste ano das festas de São João de Braga e essa é a “principal diferença” em relação às edições anteriores das festas sanjoaninas, porque o São João de Braga é por tradição uma “festa popular, uma festa de rua, uma festa de encontro de pessoas” que dura quase 15 dias e que costumava trazer para a rua “tradições, música popular e trajes de caráter religioso, cultural e lúdico”, revela o presidente da Câmara de Braga, Ricardo Rio.

Em entrevista a propósito da apresentação da programação do São João de Braga, que decorre até 24 de junho, Ricardo Rio explicou que “as ações de rua vão ser restritas o mais possível”, com “todas as normas de segurança exigidas” no contexto de pandemia.

“Pela primeira vez, em mais de 800 anos de história, não queremos que a comunidade venha à rua, preferimos que fique em casa e que viva o São João dentro de portas. Queremos que todos os bracarenses partilhem com os mais próximos a folia da maior festa popular de Portugal e que nos mostrem com que cores vive o São João”, lê-se no dossiê de imprensa entregue aos jornalistas.

Apesar de a maioria das iniciativas, desde as novenas a São João Batista, aos cantares e cortejos com gigantones e cabeçudos, ficarem “assentes no digital”, através dos canais digitais YouTube, Twitter, Facebook e Instagram, o autarca refere que para o dia 23 de junho está agendado um “concerto solidário” da banda portuguesa Amor Electro, no Grande Auditório do Altice Forum Braga. É a iniciativa que deverá “congregar mais pessoas”.

Este ano, a festa arranca pelas 10:00 do dia 15 de junho com a novena a São João Baptista e, às 22:00, é exibido o vídeo “Faça-se luz”.

Nos restantes dias do São João de Braga está previsto, sempre às 10:00, a novena a São Baptista, e sempre às 22:00 acontece um momento cultural como, por exemplo, a atuação do Grupo de Cavaquinhos Dr. Gonçalo Sampaio (17 de junho), Cantares ao Desafio com Carlos Ribeiro, Maria Celeste, Válter, Borguinha (18 de junho), Encontro de Gigantones e Cabeçudos (20 de junho) ou a Performance Polifonias a São João pelas vozes do Grupo Folclórico da Universidade do Minho (22).

Muitas das atrações que estavam associadas às manifestações de São João de Braga não vão existir, designadamente o mercado, as diversões, para “desincentivar as pessoas a saírem em massa à rua”.

Em edições anteriores, as festas juntavam só na noite de São João acima das “100 mil pessoas” pelas várias artérias da cidade, acrescentou o autarca.

As alterações da festa de São João de Braga 2020 devido à pandemia de covid-19 vão ter como consequência “alguns milhões de euros de prejuízos” para a economia local, porque não se está a falar apenas de uma noite, mas de “quase 15 dias de atratividade para muitos visitantes”, designadamente na área da restauração e hotelaria, assumiu Ricardo Rio.

A festa termina dia 24 de junho, pelas 22:00, com o projeto de reinterpretação do cancioneiro sanjoanino e o lançamento do hino de São João pelo músico Daniel Pereira Cristo.