De que está à procura ?

luxemburgo
Lisboa
Porto
Luxemburgo, Luxemburgo
Mundo

Rússia já tem três vacinas

A CoviVac foi desenvolvida pelo Centro Chumakov a partir de amostras do novo coronavírus inativado, o que pode criar uma resposta imunitária mais abrangente, incluindo contra variantes do Sars-Cov2.

A vacina será administrada em duas doses, separadas por 14 dias, e pode ser conservada em frigoríficos convencionais, mas ainda não entrou na última fase de ensaios clínicos.

A primeira vacina aprovada pela Rússia foi a Sputnik V (na foto), que já foi administrada a dois milhões de pessoas.

A segunda – a EpiVacCorona – também vai começar brevemente a ser utilizada no país.