De que está à procura ?

luxemburgo
Lisboa
Porto
Luxemburgo, Luxemburgo
Portugal

Portuguesa dá 555 mil passos para alertar para as alterações climáticas

Sofia Vaz terminou no Porto uma caminhada de 16 dias pelos Caminhos de Santiago e que começou em Lisboa para alertar o Governo da necessidade de decretar as alterações climáticas uma “emergência”.

À semelhança do que se fez no parlamento britânico este mês, a 02 de maio, onde se aprovou uma moção para declarar emergência climática, Sofia Vaz, 54 anos assumiu que também Portugal deveria fazer o mesmo, para bem do futuro das próximas gerações.

Depois de terminar a caminhada de solidariedade com os jovens que, como a ativista sueca Greta Thunberg, estão preocupados com o ambiente e futuro do planeta, e após andar uma média de 25 quilómetros em cada jornada, com uma mochila às costas de seis quilos, Sofia Vaz, 54 anos conta que a parte do percurso mais bonito que fez foi os “dois dias a seguir a Tomar”, por causa dos “bosques de carvalhos com água e biodiversidade rica e sons da natureza”.

O dia mais complicado para Sofia Vaz foi entre Cernache e Mealhada, entre o distrito de Coimbra e Aveiro, porque não encontrou nenhum sítio para dormir e teve de andar 40 quilómetros seguidos. Mais complicado ainda e “perigoso” foi estar em estradas sem passeios, disse.

Na caminhada de solidariedade, Sofia Vaz conta que se deparou com “ruas e estradas sem passeios”, muitas vezes com “lixeiras e entulho”, encontrando ao “abandono inúmeras fábricas, casas e quintas”.

A “monocultura florestal e agrícola” foi outro dos pontos negativos que destaca Sofia Vaz, doutorada em Filosofia da Natureza e do Ambiente, que trabalhou como técnica especialista no Ministério da Agricultura e do Mar (2015).

“O caminho todo, assim como Portugal, assim como a vida, tem altos e baixos, e partes bonitas e partes feias e momentos altos e momentos baixos”, descreve, refletindo que nesta viagem destaca “três conceitos base”: o tempo relacionado com o quebrar o ritmo urbano, o silêncio para poder sentir melhor o mundo e o ambiente de forma mais sensorial e a frugalidade, porque viveu 16 dias com seis quilos às costas e nada mais.

Sofia Vaz é associada da Zero – Associação Sistema Terrestre Sustentável -, nasceu em Lisboa em 1964 e licenciou-se em Engenharia do Ambiente na Universidade Nova de Lisboa em 1989 e esteve a desenvolver até muito recentemente trabalhos como investigadora na Fundação para a Ciência e Tecnologia.