De que está à procura ?

luxemburgo
Lisboa
Porto
Luxemburgo, Luxemburgo
Colunistas

Poesia pedagógica

Poesia pedagógica raciocina com todos
Apela ao mundo a paz desejada e perdida
Paz que o mundo anseia aos rodos
Mas que é longínqua e muito ferida

Reúnem-se os sábios deste mundo
E fazem promessas e dão gargalhas
E a sepultura está aberta e esfomeada
Gritam intelectuais isto é só canalhas

Choras Mundo? Pela paz ou pela queixa?
Rejeitaste o amor, agora colhes teu degredo
Acorda mundo! A guerra e o terror deixa!

Do Oriente ao Ocidente de preconceito tentas
Retomar a paz desejada sólida como um rochedo.
Não há paz sem amor! Por que o ódio cria tormentas!

Amo-te mundo e a paz por ti perdida!