De que está à procura ?

luxemburgo
Lisboa
Porto
Luxemburgo, Luxemburgo
Europa

O “sonho” da ferrovia Algarve-Andaluzia

O primeiro-ministro português, António Costa, considerou que é “um sonho” poder unir as regiões do Algarve, em Portugal, e da Andaluzia, em Espanha, através de uma nova ligação ferroviária, e “um dia” lá se chegará.

“Esperamos um dia ter uma ligação [ferroviária] que permita unir os corredores atlântico e mediterrânico, ligando o Algarve à Andaluzia. Seria um sonho para todos nós e um dia lá chegaremos”, afirmou.

O chefe do Governo português respondia a uma pergunta de um jornalista espanhol na conferência de imprensa que encerrou a 32.ª cimeira entre Portugal e Espanha, realizada hoje em Trujillo, na província espanhola de Cáceres.

Na semana passada, o Governo Regional da Andaluzia pediu para que fosse incluída nos trabalhos desta Cimeira Luso-Espanhola a discussão sobre o prolongamento do comboio de alta velocidade Madrid-Sevilha até Huelva e Faro, no Algarve.

O projeto “é estratégico para a Andaluzia e para o Algarve”, havendo a necessidade de iniciar o seu estudo de viabilidade económica, para aproveitar os fundos europeus, disse então à agência Lusa a ministra regional andaluza para o Desenvolvimento, Infraestruturas e Ordenamento do Território, Marifrán Carazo.

Segundo a responsável regional, tanto o Governo andaluz como o executivo português “já manifestaram interesse” pela continuação da alta velocidade Madrid-Sevilha até Faro, passando por Huelva, “mas até agora o Governo espanhol não se pronunciou”.

A ministra regional avançou que é necessário, em primeiro lugar, estudar a viabilidade económica do investimento a realizar e em seguida “trabalhar com celeridade para convencer a Europa sobre a sua importância”.

Na conferência de imprensa da cimeira, questionado sobre ligações ferroviárias entre os dois países, Costa aludiu ao futuro Corredor Internacional Sul, lembrando que Portugal está a “desenvolver a ligação entre Lisboa e a fronteira” com Espanha, quer “para passageiros”, quer “para mercadorias”.

Esta será “uma ligação muito importante entre o Porto de Sines e a fronteira” do Caia, Elvas, que “coloca a Estremadura no meio de uma posição estratégica, com o acesso aos portos mediterrânicos de Espanha, mas também aos portos atlânticos de Portugal e, em especial, ao Porto de Sines”, assinalou.

O primeiro-ministro referiu ainda outros projetos ferroviários que estão a ser desenvolvidos no país ou que estão a ser apresentados a financiamento comunitário, como a “importante ligação entre o Porto e Vigo” ou a que tem de ser desenvolvida “entre Aveiro e Salamanca”.

#portugalpositivo