De que está à procura ?

luxemburgo
Lisboa
Porto
Luxemburgo, Luxemburgo
Publireportagens

O BOM DIA faz 18 anos. Venha festejar connosco

Félix Braz, vice-primeiro-ministro do Luxemburgo, José Pacheco Pereira, a cantora Wendy Nazaré, o internacional de futebol lusodescendente Daniel da Mota, vários presidentes de autarquias portuguesas e responsáveis de câmaras de comércio são alguns dos oradores na conferência Portugal+ (leia-se Portugal Positivo) que tem lugar no Luxemburgo este sábado, 11 de maio.

Trata-se de um evento de networking e promoção de Portugal organizado no âmbito do 18º aniversário do BOM DIA, o primeiro jornal em linha das comunidades. O Portugal+ pretende revelar domínios em que os portugueses se destacam tanto cá fora como no seu país.

O BOM DIA decidiu marcar “o ano da sua maioridade” com o primeiro de vários eventos de promoção de Portugal, “pretendendo assumir um papel de embaixador de Portugal e da cultura portuguesa junto da diáspora mas também nos países de acolhimento das comunidades portuguesas”.

Além do “keynote speech” a cargo de José Pacheco Pereira, que leva o projeto Ephemera até ao Luxemburgo, a conferência conta com três painéis dedicados ao comércio e investimento, à relação das autarquias com a diáspora portuguesa e ao desporto. Estarão presentes no Portugal+ os presidentes das câmaras de comércio portuguesas na Suíça, Bélgica e Luxemburgo, os presidentes das autarquias de Vila Nova de Poiares, Miranda do Corvo e Lousã, além dos dois deputados eleitos pela emigração portuguesa na Europa, Carlos Gonçalves e Paulo Pisco.

A conferência Portugal+ decorre no dia 11 de maio, das 10 horas às 19 horas, no Camões – Centro Cultural Português no Luxemburgo, com o apoio da Embaixada de Portugal no Luxemburgo e do Camões Luxemburgo, além do escritório de advogados CCA Law e a Clínica Médica Jardim, contando ainda com o apoio de Sopinor, Super Bock, Marinho Steel Trading e Bicafé.

Fundado em 2001 no Luxemburgo, o BOM DIA é o primeiro e mais antigo jornal em linha das comunidades portuguesas. Seguindo uma estratégia de constante atualização tecnológica, o BOM DIA rapidamente se orientou para a partilha de informação e criação de conteúdos nas redes sociais, nomeadamente a com produtos audiovisuais. Presente no FacebookTwitter, Instagram e YouTube, o BOM DIA tem cerca de 200.000 seguidores nessas plataformas.

Tendo começado como um jornal para a diáspora portuguesa do Luxemburgo, o BOM DIA lançou em 2015 um serviço de informação destinado aos portugueses da Europa, estruturado em torno do domínio agregador Bomdia.eu com especial destaque para informação de e para as comunidades portuguesas dos seis países com maior presença portuguesa: Luxemburgo, Bélgica, França, Alemanha, Suíça e Reino Unido. Estes sites são desenvolvidos e geridos por informáticos e analistas portugueses e lusodescendentes e o font utilizado é também de criação portuguesa.

Atualmente com cerca de uma centena de colaboradores espalhados pela Europa, e não só, o BOM DIA reafirma-se, ao atingir a maioridade, como o primeiro jornal em linha das comunidades portuguesas.