De que está à procura ?

luxemburgo
Lisboa
Porto
Luxemburgo, Luxemburgo
Portugal

Madeira quer turistas controlados na origem

Os governos dos arquipélagos da Madeira, em Portugal, e de Canárias, em Espanha, defendem que, em termos turísticos, o controlo sanitário à covid-19 deve ser feito sempre na origem das viagens. Uma nota de imprensa divulgada pelo Governo da Madeira revela que os dois executivos se reuniram por videoconferência e que “ambas as regiões” manifestaram “uma posição muito bem definida” e “idêntica”, defendendo que “o controlo sanitário deve fazer-se sempre na origem das viagens”.

“Posição que a Madeira assumiu sempre desde o princípio e que reivindicou não só junto do Governo da República, como também da União Europeia. Essa mesma defesa foi constatada por parte do Governo de Canárias”, acrescenta a nota.

As duas regiões, que têm uma reação próxima, incluindo ao nível turístico, decidiram “afirmar internacionalmente esta mesma posição comum, e, simultaneamente, continuar a fazer ver junto da União Europeia que as regiões ultraperiféricas têm especificidades próprias que justificam esta defesa”.

Além disso, pretendem “relevar a necessidade de um reforço dos fundos europeus para fazer face aos constrangimentos da covid-19 nestes territórios insulares”.

“Da abertura que existiu, o Governo Regional da Madeira considera que resulta um espaço de progressão nesta parceria atlântica de relevante interesse”, conclui o executivo do arquipélago português.

Na videoconferência participaram, por parte das ilhas espanholas, o presidente do governo, Ángel Perez, o vice-presidente, Román Rodríguez, o conselheiro para os Assuntos da Saúde, Júlio Manuel Hernandéz, e a conselheira para o Turismo, Yaiza Herrera.

Pela Madeira participaram o presidente do Governo Regional, Miguel Albuquerque, o vice-presidente, Pedro Calado, o secretário regional da Saúde e Proteção Civil, Pedro Ramos, e o secretário regional do Turismo e Cultura, Eduardo Jesus.