De que está à procura ?

luxemburgo
Lisboa
Porto
Luxemburgo, Luxemburgo
Lifestyle

Jerónimo Martins expande-se para Leste

O presidente da Jerónimo Martins, Pedro Soares dos Santos, anunciou que a cadeia de saúde e bem-estar polaca Hebe vai entrar nos mercados da República Checa e Eslováquia este ano, mas não avançou detalhes.

Sobre o investimento e o número de unidades, Pedro Soares dos Santos, que falava em Lisboa na conferência de imprensa dos resultados do grupo relativos a 2019, escusou-se a avançar informações.

“Números não vou dizer porque estamos a terminar” a operação, disse, quando questionado sobre detalhes da mesma.

Sobre a escolha da República Checa e da Eslováquia, Pedro Soares dos Santos explicou que se deve ao facto de fazerem “fronteira com a Polónia e, portanto, as sinergias logísticas são boas”.

“Não podemos esquecer uma coisa, nós estamos no ‘online'”, pelo que “já não estamos num país só”, acrescentou.

A entrada a Hebe naqueles dois mercados está prevista para este ano.

A Hebe registou uma subida das vendas em 24,9% para 259 milhões de euros (+25,9% em moeda local), no ano passado, “suportadas também pelo arranque encorajador da operação de ‘e-commerce'”, refere o grupo no comunicado dos resultados.

“Para a Hebe, 2019 fica marcado como o ano em que a companhia atingiu o ‘break-even’ ao nível do EBITDA [resultado antes de impostos, juros, depreciações e amortizações], fruto de um bom desempenho das vendas e do trabalho realizado ao nível do ‘mix’ de margem”, lê-se no comunicado.

A Jerónimo Martins está presente em três mercados – Portugal (Pingo Doce, Recheio), Polónia (Biedronka, Hebe) e Colômbia (Ara).

O grupo registou uma subida do lucro de 7,9% em 2019 para 433 milhões de euros, com as vendas consolidadas a avançarem 7,5% para 18.638 milhões de euros.