De que está à procura ?

Desporto

Há quem já proíba cabeceamentos antes e depois dos jogos

© Luís Cruz / BOM DIA

A federação escocesa de futebol decidiu proibir os jogadores de praticarem cabeceamentos na bola na véspera de um jogo, bem como no dia seguinte à partida, devido a um estudo que demonstra que os futebolistas ficam mais sujeitos a ​​​​​​​poder morrer de doença cerebral ou a desenvolver demência.

De resto, a organização aconselha os clubes a limitarem a uma sessão semanal os exercícios que impliquem jogar a bola com a cabeça.

Na base da decisão está um estudo levado a cabo por Willie Stewart, da Universidade de Glasgow, que demonstrou que o risco de os futebolistas poderem falecer de doença mental ou de desenvolverem demência é 3,5 vezes superior ao da restante população, devido aos cabeceamentos excessivos na bola durante os treinos e os jogos.

Leia o artigo completo em Jornal de Notícias.

TÓPICOS