De que está à procura ?

Desporto

Giro: Almeida devastado promete voltar mais forte

© DR

O ciclista português João Almeida (UAE Emirates) agradeceu hoje o apoio que recebeu durante a Volta a Itália, que hoje abandonou devido a um teste positivo à covid-19, que o encheu de “tristeza no coração”.

“Nem sei por onde começar. Esta manhã fiquei cheio de tristeza no coração. Talvez seja porque sou jovem e nunca tinha sofrido um obstáculo na estrada, pelo ‘timing’ e pelas circunstâncias”, escreveu o ciclista de 23 anos, numa publicação no Facebook.

Almeida confessou amar o desporto “e ainda mais o Giro”, que tem “significado especial”. “Mas entendo que dificuldades são parte da jornada, e aceito isso”, escreveu.

O atleta natural das Caldas da Rainha agradeceu “o apoio incansável, especialmente neste momento”, e desejou aos colegas de equipa ainda em prova, entre eles os compatriotas Rui Costa e Rui Oliveira, “o melhor para o que falta da corrida”.

“É tempo de recuperar e voltar mais forte. ‘Bota lume’”, escreveu o luso, terminando com uma frase típica de apoio.

Antes da partida para a 18.ª etapa, a equipa dos Emirados Árabes Unidos anunciou em comunicado que “o português, que teve sintomas de gripe durante a noite, testou positivo à covid-19”.

O corredor de 23 anos, que liderava a classificação da juventude, estava na quarta posição da geral, a 1.54 minutos do camisola rosa, o equatoriano Richard Carapaz (INEOS), e a 49 segundos do terceiro classificado, o espanhol Mikel Landa (Bahrain Victorious).

Quarto classificado em 2020, ano em que andou 15 dias vestido de rosa, e sexto no ano passado, Almeida estava na discussão pelo pódio final da 105.ª edição do Giro, que termina no domingo, com um contrarrelógio em Verona.

TÓPICOS