De que está à procura ?

luxemburgo
Lisboa
Porto
Luxemburgo, Luxemburgo
Lifestyle

Feira em Paris recebe o melhor do mobiliário português

 Mais de 100 empresas portuguesas vão estar para a semana em Paris para mostrar propostas de mobiliário e artigos para casa na Maison & Objet, uma feira internacional que atrai mais de 85.000 pessoas à capital francesa.

“Tal como se tem vindo a confirmar em edições anteriores deste certame, o mais relevante em termos internacionais na fileira casa, Portugal vai apresentar-se com uma participação de empresas nacionais de excelente qualidade e com uma oferta de produtos muito diversificada e competitiva, incorporando criatividade, originalidade e inovação”, lê-se num comunicado da representação da Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP) em Paris enviado à Agência Lusa.

Entre 18 e 22 de janeiro, as 110 empresas portuguesas representadas nesta feira vão estar entre as três mil marcas presentes, de 65 países, e os principais setores nacionais representados são a iluminação, o têxtil e o mobiliário.

A Associação Portuguesa das Indústrias de Mobiliário e Afins (APIMA), que vai levar cerca de 50 empresas a esta mostra, considera que esta é a principal forma de o setor conhecer as novas coleções e de fazer os melhores contactos.

“O Maison & Objet de Paris, principalmente a edição de janeiro, é o principal salão para apresentação de novas coleções e estabelecer contactos a nível global, uma vez que não é uma feira virada exclusivamente para o mercado francês, mas conta com visitantes de todo o Mundo”, disse Gualter Morgado, diretor executivo da APIMA, em declarações à agência Lusa.

No mobiliário, o mercado francês é o principal destino das exportações nacionais e um crescimento de seis porcento do setor em França face a 2017.

A APIMA apostou numa campanha mesmo antes de a feira começar para promover o ‘made in Portugal’.

O setor da iluminação, através da Associação dos Industriais Portugueses de Iluminação (AIPI), estará representado com cerca de uma dúzia de empresas e promete apresentar novidades em Paris.

“É uma feira muito importante para o nosso setor. Quase todas as empresas apresentam novas coleções e novas peças. As empresas portuguesas estão ao nível das melhores do mundo em termos de ‘design’ e o que é feito em Portugal tem cada vez mais força por oposição ao que vem da Ásia, que está muito desvalorizado”, afirmou Ricardo Sebastião, diretor executivo da AIPI.

O têxtil estará também representado através com empresas apoiadas pela Associação Têxtil e Vestuário de Portugal (ATP).