De que está à procura ?

luxemburgo
Lisboa
Porto
Luxemburgo, Luxemburgo
Comunidades

Do sul de França para a greve dos motoristas em Portugal

Pedro Pardal Henriques é o homem que todos identificam com as greves dos motoristas de matérias perigosas em Portugal. Este empresário que chegou a ser considerado pelo grupo de media Lusopress como candidato a “Português de Valor”.

A Lusopress, em comunicado, afasta-se de Pedro Pardal Henriques lembrando que é apenas um de “100 portugueses  que durante o ano são nomeados e indicados por alguém ou mesmo por elementos da nossa equipa”. No mesmo comunicado, a Lusopress informa que “o advogado Pedro Pardal Henrique foi-nos indicado por alguém que achava que ele reunia as condições para tal. No ano 2018 a gala teve lugar na Figueira da Foz e embora ele fosse um dos 100 nomeados o júri optou por não eleger recebendo unicamente um troféu de presença”.

Pedro Pardal Henriques tornou-se conhecido em Portugal como o líder da greve dos motoristas que “secou” as bombas de gasolina portuguesas há uns meses atrás, sendo vice-presidente do sindicato de motoristas de transporte de matérias perigosas.

Pedro Pardal Henriques foi sempre anunciado como advogado e vice-presidente do sindicato. Tornou-se uma figura mais polémica quando chegou aos protestos dos motoristas, em Aveiras, num Maserati preto.

O advogado teve uma intensa atividade em França onde é conhecido como homem de negócios e membro da Câmara do Comércio e Indústria Franco Portuguesa (CCIFP). Terá sido na comunidade portuguesa da Côte d”Azur que Pardal Henriques se aproximou, enquanto advogado, da sucursal da Câmara de Comércio e Indústria Franco Portuguesa na região de Provence-Alpes-Côte d’Azur. Pedro Pardal Henriques acabou por entrar nos órgãos dirigente da CCIFP.