De que está à procura ?

Luxemburgo

Differdange: são os portugueses que fazem funcionar a cidade

© DR

O Festival Multicultural que acontece há 21 anos voltou a Differdange, no Luxemburgo, e teve representações das culturas e tradições de Portugal e de países como Cabo Verde, Angola, Brasil, Itália, Ucrânia, Costa do Marfim, Madagáscar ou China. Ao BOM DIA, Christiane Brassel-Rausch, burgomestre de Differdange, assinalou a importância da nossa comunidade para a região.

O festival contou com demonstrações musicais, workshops educacionais e de gastronomia, e durante dois dias de festa a cidade do sul do Luxemburgo, que conta atualmente com dois vereadores de origem portuguesa na câmara local, Paulo Aguiar e Paulo de Sousa, imergiu em plena multiculturalidade.

Paulo Aguiar, vereador responsável pelos pelouros da Integração, Igualdade de Oportunidades, Desporto, Informática e Juventude, disse ao BOM DIA que “[este evento] foi um grande sucesso, um evento cinco estrelas com todas as comunidades lusófonas representadas. A integração continua a ser o objetivo”.

Jorge Cruz, cônsul-geral de Portugal no Luxemburgo, e André Veloso Bezerril, seu homólogo brasileiro e ainda diretor executivo da Câmara de Comércio do Brasil no grão-ducado, percorreram o evento com Christiane Brassel-Rausch, a burgomestre de Differdange, que assinalou ao BOM DIA que foi “com enorme orgulho que recebeu os representantes de Portugal e Brasil juntos neste evento”, acrescentando ainda que espera “trabalhar para conseguir a melhor integração de todos no país, que se quer exemplo de multiculturalidade na nova Europa”.

“Os portugueses fazem funcionar a cidade, estão em todas as atividades económicas e são a comunidade mais importante, tanto em número como em representação na região”, anotou ainda Brassel-Rausch.

O cônsul do Brasil destacou também ao nosso jornal “a força da comunidade lusófona”, considerando “Portugal e Brasil partes de uma entidade única, unida pelo passado, pela família e pela amizade”, e que tem como “missão pessoal” reforçar a relação entre as duas comunidades “de todas as formas possíveis”.

#portugalpositivo

TÓPICOS