De que está à procura ?

Desporto

Cristiano Ronaldo voltou a ser titular pelo United mas… nem todos gostaram

© DR

Cristiano Ronaldo disputou os primeiros 45 minutos em 2022/23, frente ao Rayo Vallecano, naquele que ainda pode vir a ser o último jogo do português em Old Trafford e com a camisola do Manchester United.

É que o impasse em torno do futuro de CR7 está para durar, embora o clube e o treinador Erik ten Hag tenham dado mais um sinal importante de que não vão facilitar uma eventual saída. Apenas uma semana depois de começar a treinar com a equipa, e apesar de todo o ruído que tem provocado, Ronaldo foi… titular.

Ou seja, Cristiano voltou, sim, mas ainda foi por pouco tempo. E, para já, o que arranjou foi dividir os adeptos do Manchester United. Outrora ídolo incontestado e unânime, ontem ficou a perceber que já não é bem assim.

Na altura do anúncio dos titulares, o que se seguiu ao nome “Cristiano Ronaldo” foram assobios e apupos que quase abafaram os aplausos. Um ano depois de ter regressado pela porta grande, CR7 colhe o que plantou nas últimas semanas, desde o regresso tardio ao trabalho, justificado com “razões pessoais”, à vontade, que se tornaria evidente, em trocar o clube por outro que dispute a Liga dos Campeões.

TÓPICOS