De que está à procura ?

luxemburgo
Lisboa
Porto
Luxemburgo, Luxemburgo
Portugal

Coimbra debate candidatura a Capital Europeia da Cultura

O Grupo de Trabalho de Coimbra Capital Europeia da Cultura 2027 (GTCCEC2027), liderado por Luís de Matos, promove no dia 16 de março um debate internacional para “estabelecer um diagnóstico e definir objetivos estratégicos” da candidatura.

“O GTCCEC2027 entende que pensar a candidatura de Coimbra a Capital Europeia da Cultura não pode resultar (unicamente) do trabalho de um pequeno grupo e fazer-se no isolamento da reflexão”, explica o grupo de trabalho.

Denominado FOR1C: Uma Capital Europeia da Cultura no Século XXI, o debate marcado para o Convento São Francisco reúne oradores nacionais e estrangeiros e será a primeira de um conjunto alargado de iniciativas no âmbito da candidatura.

“Vencer esta candidatura obriga a estar atento ao pulsar da cidade, a dar voz aos seus habitantes, a interrogar os seus agentes e operadores culturais, bem como ouvir as suas forças políticas”, refere o GTCCEC2027, em comunicado.

O debate de 16 de março, adianta o grupo dirigido pelo mágico Luís de Matos, acrescenta “um sentido coletivo ao projeto Coimbra 2027 – uma candidatura inclusiva, mobilizadora e apaixonada. Porque esta é uma candidatura de e para todos”.

O debate será a primeira iniciativa pública de impacto do GTCCEC2027, culminando oitos meses de “intenso trabalho de reflexão e de profícuos encontros” com múltiplos parceiros, agentes e operadores culturais e instituições da cidade.

“Este fórum internacional permitir-nos-á estabelecer um diagnóstico e definir objetivos estratégicos para a nossa ação. A experiência de uns e de outros, o seu saber e espírito crítico, o confronto de pontos de vista e de pareceres, a pertinência dos conselhos e das advertências, ajudar-nos-ão na (re)descoberta da região que habitamos e na ousadia das propostas que, a partir dela, elaboraremos”, explica o mágico Luís de Matos, coordenador do GTCCEC2027.

A candidatura é apoiada pela Universidade de Coimbra (UC), por deliberação unânime do Senado, e pela Comunidade Intermunicipal (CIM) da Região de Coimbra, que integra 19 municípios.

Além de Luís de Matos, integram o grupo de trabalho o médico social-democrata Nuno Freitas, o deputado municipal da CDU e antigo diretor do Conservatório de Música de Coimbra, Manuel Rocha, o antigo vice-reitor da UC para a área do turismo, Luís Menezes, o ex-diretor regional da Cultura do Centro Pedro Pita, e a antiga vice-reitora da UC Cristina Robalo Cordeiro.

“Por Portugal, queremos ser Capital Europeia da Cultura em 2027. A corrida já começou!”, remata Luís de Matos.