De que está à procura ?

luxemburgo
Lisboa
Porto
Luxemburgo, Luxemburgo
Comunidades

Câmara de Paris nunca foi tão portuguesa

Desde sexta-feira que a capital francesa tem quatro nomes lusos no poder. A socialista Anna Hidalgo, foi reeleita “Maire”, ou presidente da Câmara de Paris, enquanto que o seu “vereador” Hermano Sanches Ruivo foi promovido a “adjoint au maire”, o equivalente de um vereador, mas com o poder de substituir o presidente.

Hermano Sanches Ruivo (na foto abaixo) mantém as responsabilidades que já detinha no mandato anterior, ou seja, a pasta dos Assuntos Europeus. Nas redes sociais, Sanches Ruivo manifestou a sua satisfação por integrar “uma bela equipa que vai vestir as cores de Paris, ao serviços dos(as) parisienses durante os próximos seus anos! Obrigado Anne Hidalgo e viva a Europa!”.

Mas nos próximos seis anos, entre os 163 conselheiros eleitos em Paris há mais três que são de origem portuguesa. “Temos eleitos lusófonos e isso é uma boa notícia. Espero que possamos reunir esforços sobre algumas vontades, como o ensino da língua portuguesa”, afirmou Hermano Sanches Ruivo, que partilha a “bandeira portuguesa com Bárbara Gomes, Gérard Loureiro e Jean-François Martins.

Para Bárbara Gomes é uma estreia. A jovem de 33 anos foi eleita no 18º bairro integrando a lista comunista a convite de Ian Brossat, porta-voz do Partido Comunista Francês, que juntou forças a Anne Hidalgo para manter a esquerda à frente da capital. “Quero trabalhar sobre temas importantes para as pessoas, especialmente para quem não tem voz para ser ouvido. E uma das grandes temáticas para mim são as pessoas que têm trabalhos em plataformas como a Uber, porque isso é uma exploração e vê-se muito no 18º bairro”, disse esta francesa com origens em Vila Nova de Gaia.

Apesar de ser a primeira experiência como representante política, Bárbara Gomes é doutorada em Direito do Trabalho e colaborou até agora no meio sindical com a CGT, uma das maiores centrais sindicais de França, chegando a representar França na Confederação dos Sindicatos Europeus.

Outro estreante como Conselheiro de Paris é Gérard Loureiro, preparador físico e professor de boxe, que foi número dois na lista da direita no 19º bairro da capital e integrará a Oposição até 2026.

Anne Hidalgo escolheu para este mandato 37 “maires-adjoints” com as mais diversas temáticas, desde o rio Sena, até à prevenção da obesidade (incluída na pasta da Saúde) ou ainda a memória. Tendo a pasta da Europa, Hermano Sanches Ruivo quer agora sensibilizar os colegas. “A questão do financiamento é importante. Tenho de convencer os meus colegas que os financiamentos europeus são importantes e que a Europa não dá dinheiro, mas dá sim objetivos aos quais temos de responder”, sublinhou.