De que está à procura ?

luxemburgo
Lisboa
Porto
Luxemburgo, Luxemburgo
Comunidades

Berta Nunes na CÍVICA: a vossa eleição é exemplo para os mais jovens

“A vossa eleição é exemplo para os mais jovens quanto ao papel que podem ter no país de acolhimento”, disse a Secretária de Estado das Comunidades, Berta Nunes. A governante falava na abertura do congresso dos eleitos lusodescendentes em França.

Berta Nunes defendeu que “ser emigante português em França não é uma limitação; muito pelo contrário” e destacou a importância do congresso da CÍVICA para demonstrar a vitalidade dos portugueses e lusodescendentes em França.

“Também fui autarca”, lançou Berta Nunes, considerando que essa função é “uma honra e uma responsabilidade”.

Os autarcas de origem portuguesa em França estão reunidos virtualmente este sábado para falar sobre o poder da ação social mesmo em tempos de pandemia.

“O objetivo primeiro é dar visibilidade à associação CIVICA e permitir aos novos autarcas conhecer a nossa estrutura, festejarmos os 20 anos da associação sem festa e dar palavra a alguns presidentes de Câmara e parlamentares franceses e portugueses”, detalhou Paulo Marques, presidente da CIVICA.

A sessão de abertura contou com a presença virtual de Marcelo Rebelo de Sousa, Presidente da República Portuguesa, Berta Nunes, secretária de Estado das Comunidades Portuguesas, e Patrick Karam, vice-presidente do Conselho Regional de Île de France e Torres Pereira, embaixador de Portugal em França.

Entre os temas em discussão pelos autarcas, mas também com intervenções de parlamentares como Carlos Gonçalves, deputado português eleito pelo círculo eleitoral da Europa, e Ludovic Mendes, deputado francês de origem portuguesa, estão a ação social e a participação cidadã, um dos temas chaves desta associação que nos últimos 20 anos não só tem criado uma rede de eleitos de origem portuguesa, mas também apelado ao voto dos portugueses nas eleições municipais e europeias em França.

Para 2021, a CIVICA vai apresentar um programa descentralizado, com mais eventos locais e regionais, adaptando-se assim às restrições sanitárias em vigor no país.

“Decidimos para 2021 deslocalizar as nossas intervenções mais do que no mandato anterior, mais presença local e regional e fortalecer a presença regional das delegações”, declarou Paulo Marques que salientou no discurso de abertura que a CÍVICA junta mais de 1.200 membros.

A CIVICA vai ainda fazer evoluir a atual plataforma de notícias e informação oficial do Governo francês sobre a covid-19 para uma plataforma de “partilha de boas práticas e perguntas”, onde os autarcas de origem portuguesa vão poder interagir, partilhando as suas experiências.