De que está à procura ?

luxemburgo
Lisboa
Porto
Luxemburgo, Luxemburgo
Desporto

Vitória empata com Konyaspor no adeus à Liga Europa

O Vitória de Guimarães encerrou esta quinta-feira a participação na Liga Europa de futebol, após o empate caseiro (1-1) ante o Konyaspor, da Turquia, num jogo com raros momentos de bom futebol, da sexta jornada do grupo I.

Os portugueses estiveram em desvantagem na maior parte do tempo, após o pontapé ao ângulo esquerdo de Mehdi Bourabia, aos 15 minutos, mas ainda restabeleceram o empate, com um autogolo de Ali Turan, aos 77, tendo ficado perto da reviravolta nos descontos.

O Vitória terminou o grupo I na quarta e última posição, com cinco pontos, e o Konyaspor na terceira, com seis, depois de um jogo em que um triunfo de qualquer das equipas seria insuficiente para atingir os 16 avos de final da prova, após o empate (0-0) entre os franceses do Marselha, segundos, com oito, e os austríacos do Salzburgo, primeiros, com 12.

Com duas mudanças na equipa que derrotou, em Setúbal, o Vitória local (2-1) – Francisco Ramos em vez do lesionado Wakaso, no meio-campo, e Rafael Martins, no ataque, no lugar de Junior Tallo, apesar de ter estado em dúvida até ao apito inicial -, os vitorianos instalaram-se no meio-campo turco nos cinco minutos iniciais.

O primeiro lance de algum perigo pertenceu, contudo, à formação orientada por Mehmet Ozdilek, num remate de primeira de Musa Araz, após corte da defesa vitoriana, aos sete minutos, e o golo inaugural surgiu aos 15 num pontapé ?espetacular’ de Mehdi Bourabia.

Depois de uma má entrega de Raphinha no círculo de meio-campo, o médio marroquino progrediu com espaço pela zona central, enquadrou-se com a baliza e arrancou um ‘tiro’ que só parou no ângulo superior esquerdo da baliza de Douglas.

A equipa lusa, que já tinha mais posse de bola, acentuou o domínio nesse capítulo – terminou o primeiro tempo com 57% de posse -, mas revelou falta de critério na manobra ofensiva, ao contrário do Konyaspor, que pareceu sempre mais próximo de criar perigo quando subia à área contrária.

Os vimaranenses melhoraram ligeiramente no último quarto de hora e falharam uma ocasião soberana para empatar, quando Hurtado, solto junto à pequena área, cabeceou por cima, após cruzamento de Victor Garcia, aos 38 minutos, mas, quase sofreram o segundo golo, pouco depois, aos 41, quando Malik Evouna atirou ao lado, após ter contornado Douglas.

A toada da partida manteve-se na segunda parte, com os jogadores de Pedro Martins a circularem a bola em torno do bloco defensivo turco, encostado à grande área, mas sem argumentos para criarem desequilíbrios e possíveis ocasiões.

Mesmo sem grande inspiração, os vimaranenses empataram na sequência de um lance em que João Aurélio, um dos mais esclarecidos no lado português, atingiu a linha de fundo pela esquerda e cruzou atrasado para Ali Turan introduzir a bola na própria baliza ao tentar cortar (77 minutos).

Com nenhuma das equipas sem nada a perder, o jogo tornou-se partido nos minutos finais, e o Konyaspor foi a primeira equipa próxima de marcar, num cabeceamento de Wilfried Moké à trave, após canto de Mehdi Bourabia, aos 86 minutos.

Os vitorianos, porém, responderam e criaram duas situações claras para operar a reviravolta, num remate de Hurtado, à entrada da área, que ‘esbarrou’ na trave, aos 90+4 minutos, e num remate de Héldon a caminho da baliza, intercetado por um defesa contrário, aos 90+6.