De que está à procura ?

luxemburgo
Lisboa
Porto
Luxemburgo, Luxemburgo
Portugal

Vila Real homenageia Carvalho Araújo herói da Grande Guerra

A Câmara de Vila Real homenageia o comandante Carvalho Araújo, cem anos depois de o oficial da Marinha ter morrido em combate durante a Grande Guerra, com exposições, música, teatro, fotografia, arte urbana e um vinho do Porto.

A vereadora do pelouro da cultura da autarquia, Eugénia Almeida, disse hoje à agência Lusa que Vila Real vai homenagear um dos seus heróis em 2018, com uma “programação eclética” e “aberta a todos”.

A programação do centenário da morte de José Botelho de Carvalho Araújo arranca na sexta-feira, dia de aniversário do oficial que protagonizou um dos mais importantes combates da Marinha Portuguesa e morreu depois de atingido por um estilhaço de granada.

O combate deu-se quando o navio que comandava escoltava o paquete San Miguel e foi atacado por um submarino alemão, o U139, comandado por von Arnauld de la Perière, durante o percurso para Ponta Delgada.

O comandante Carvalho Araújo garantiu a fuga e sobrevivência de todos os tripulantes e passageiros do San Miguel, mas acabou por morrer em combate, com apenas 37 anos, a 14 de outubro de 1918, um mês antes do fim da Primeira Guerra Mundial.

Na sexta-feira vai ser inaugurada a exposição “José Botelho de Carvalho Araújo, nos 100 anos da sua morte”, no Arquivo Municipal de Vila Real.

No sábado há música, guarda de honra pela Marinha Portuguesa, a apresentação oficial do programa das comemorações e é lançado um vinho do Porto, pela Adega de Vila Real, da edição comemorativa da vida do comandante.

Eugénia Almeida salientou que as escolas vão também ser envolvidas “para dar a conhecer aos mais novos a história do oficial”.

Nesse sentido, em junho estreia o espetáculo “Um herói apresenta-se: a história de Carvalho Araújo contada pelo próprio”, com texto do escritor Pires Cabral e apresentação pela companhia Urze Teatro.

Em setembro, a peça vai ser interpretada nas escolas.

Também em setembro, os alunos do secundário vão ser desafiados, através de um concurso, a desenhar a medalha comemorativa do centenário.

A terceira edição do festival de arte urbana Pitoresco vai ser dedicada aos “heróis de Vila Real” e contempla um mural alusivo a Carvalho Araújo.

Em outubro, são inauguradas várias exposições bibliográficas, fotográficas e ainda sobre o espólio do oficial, nos diversos equipamentos culturais da cidade, é ainda apresentada a publicação “Monumento a Carvalho Araújo em Vila Real – 12 anos de história (1919-1921)” e a Banda da Armada dá um concerto na cidade transmontana.

A estátua do comandante está localizada na principal avenida de Vila Real, que tem o nome de Carvalho Araújo.

Em novembro, a segunda edição do Festival Internacional de Imagem da Natureza (FIIN) sensibiliza para a preservação do património biológico e apresenta como novidade o prémio “Carvalho Araújo”, que vai atribuir 500 euros à melhor fotografia a concurso.

O projeto “Banda à varanda” vai preparar uma peça musical para estrear nesse mês, em que as comemorações terminam com um concerto protagonizado pelos alunos do Conservatório Regional de Música de Vila Real.