De que está à procura ?

luxemburgo
Lisboa
Porto
Luxemburgo, Luxemburgo
Mundo

Secretário de estado da internacionalização no Canadá para relançar relacionamento económico

O secretário de estado da internacionalização de Portugal, Eurico Brilhante Dias, terminou, esta quarta-feira, uma visita ao Canadá, com o objetivo de relançar o relacionamento económico bilateral na sequência do acordo comercial CETA firmado com a UE.

“Vim ao Canadá mostrar a grande abertura portuguesa para fazer uma implementação eficaz deste acordo comercial de nova geração, celebrado entre a União Europeia e o Canadá”, afirmou à Lusa o governante.

O Acordo Económico Comercial e Global (CETA), celebrado entre a União Europeia (UE) e o Canadá, entrou provisoriamente em vigor no dia 21 de setembro, representando para Portugal exportações de bens e de serviços mais baratos.

Portugal foi o sétimo país da UE a aprovar o documento que deverá ser “ratificado pelo Presidente da República até ao final do ano”.

O acordo só entra em vigor de forma definitiva e completa quando todos os Estados-membros da UE o tiverem ratificado.

“Houve um grande acolhimento desta nossa iniciativa. Esperamos no próximo ano ter uma missão empresarial ao Canadá que reforce esta abordagem institucional”, afirmou o secretário de Estado da Internacionalização, num balanço da visita ao país.

Eurico Brilhante Dias, que esteve entre 26 a 29 de novembro no Canadá, passando pela capital, Otava, e por Toronto, antes de partir para o México, sublinhou que as relações “político-diplomáticas entre os [dois] países não podiam ser melhores”, mas agora chegou o momento de o “mostrar ao mundo”.

“Foram abertas iniciativas em diferentes domínios na área do comércio e do investimento, quer ao nível institucional, mas também na cooperação no quadro das ‘startups'”, apontou.

O próximo passo inclui uma missão empresarial ao Canadá, por seminários de apresentação do CETA que estão a ser preparados em Lisboa e no Porto, com a embaixada do Canadá em Portugal.

O secretário de Estado enalteceu ainda o facto de se poder perspetivar “algum investimento do Canadá em Portugal”, indicando que é nesse sentido que o governo “vai trabalhar com grande intensidade”.

Além de se reunir com diversos ministros canadianos, nomeadamente com o ministro do Comércio Internacional, François-Philippe Champagne, e como o ministro da Inovação, Ciência e Desenvolvimento Económico, Navdeep Bains, Eurico Brilhante Dias visitou ainda a empresa portuguesa do setor agroalimentar Frutlact, em Kinston, a leste de Ontário. Em Toronto, além de encontros com a Associação Canadiana de Importadores e Exportadores, deslocou-se ao centro tecnológico MaRS Discovery District.

Segundo dados da Comissão Europeia, no que respeita a produtos agroalimentares, o Acordo Económico e Comercial Global (CETA) entre a UE e o Canadá prevê uma redução de 90,9% das taxas aduaneiras canadianas, o que facilitará as exportações de vinho (que atingiram 54 milhões de euros em 2015) e queijo (que foram de 1,6 milhões de euros no mesmo ano).

As exportações de bens não-agroalimentares portugueses para o Canadá – que atingiram, em 2015, os 358 milhões de euros – passarão a beneficiar da eliminação de 99% das taxas alfandegárias com o CETA, acordo que vai também facilitar o setor dos serviços.