De que está à procura ?

luxemburgo
Lisboa
Porto
Luxemburgo, Luxemburgo
Motores

Mitsubishi ASX: valor seguro

As linhas do ASX são herdadas do Mitsubishi Lancer continuam a ser algo conservadoras, contudo, a Mitsubishi decidiu oferecer uma nova cara ao ASX.

A principal alteração relativamente ao design exterior encontra-se na frente com uma grelha redesenhada e um parachoques mais bonito e moderno. Tudo o resto permanece igual e nesta versão Intens contamos com jantes de 18 polegadas com 2 tons, antena barbatana de tubarão e vidros traseiros escurecidos. Na traseira contamos com os farolins rasgados, um spoiler bastante discreto e um pequeno difusor que alberga uma saída de escape, como já acontecia no seu antecessor.

No interior o espaço é a palavra de ordem, viajamos com conforto e espaço tanto nos lugares dianteiros como nos lugares traseiros e ainda juntamos uma bagageira agradável com 419 litros de capacidade que se podem estender até aos 1193 litros através do rebatimento dos assentos traseiros.

No interior, mantém-se o design pouco elaborado e algo antiquado. Os materiais podiam ser melhores, mas são compensados com a qualidade da construção que é bastante “sólida”. Os assentos são confortáveis.

A posição de condução é também ela agradável. Conduzimos sempre com uma postura ligeiramente mais alta. O volante regulável em altura e profundidade, assim como regulação do assento em altura permitem-nos encontrar sempre uma posição de condução adequada.

O sistema de multimédia também é antiquado e aparece maioritariamente em inglês. Já o painel de instrumentos apresenta informações claras e úteis no computador de bordo. O botão da alteração das informações do computador de bordo aparece ao lado do painel de instrumentos, o que é algo pouco usual nos dias de hoje.

O equipamento é bom, com apoio de braço nos lugares traseiros, botão “Start-Stop” de ignição, ar condicionado automático, câmara de ajuda ao estacionamento traseiro, entradas USB e jack, sensores de chuva e luminosidade, sistema de ajuda ao arranque em subida, chave mãos-livres e retrovisores retractáveis eletronicamente.

A motorização 1.6 DI-D de 4 cilindros tem 114cv de potência e 270Nm de binário. De realçar a agradabilidade de condução e a disponibilidade deste motor, em parte devido à caixa de 6 velocidades bem escalonada em prol dos consumos de combustível que são baixíssimos, uma vez que conseguimos tê-los pouco acima dos 5 litros a cada 100 kms.

A aceleração dos 0 aos 100 kms/h cumpre-se em 11,2 segundos, antes de atingir a velocidade máxima de 182km/h.

Para além de ser uma motorização agradável e económica, não podemos deixar de realçar a fiabilidade que é já uma imagem de marca da Mitsubishi.

Apesar de ser um modelo com bastantes anos, o comportamento e conforto continua a surpreender. O facto de ter eixo traseiro independente leva a que viajemos com mais conforto e que nos possamos aventurar mais no fora de estrada sem partir a espinha, a configuração da suspensão é condescendente, sem que afete em demasia o comportamento em curva que é bom, tendo em conta os anos do modelo.

 MAIS CARROS EM CAR ZOOM