De que está à procura ?

luxemburgo
Lisboa
Porto
Luxemburgo, Luxemburgo
Comunidades

Lusodescendentes investem para divulgar produtos portugueses em França

Dois lusodescendentes abriram na capital francesa, Paris, uma loja com produtos de 80 marcas portuguesas e vão agora criar uma plataforma de venda na internet, num projeto que já conta com um investimento de três milhões de euros.

Nascido em França mas com ascendência portuguesa, Carlos Severo juntou-se ao marido, também lusodescendente a viver em Paris, para criar a loja eNeNe, com produtos de tecnologia, música, joalharia, retrosaria, moda e ‘gourmet’ no bairro histórico de Marais.

Por notarem que “Portugal sempre foi considerado como um país que só fabrica para outros”, o que leva “muitas marcas a aproveitarem-se da mão-de-obra de qualidade, ocultando a origem”, o casal decidiu criar este projeto, explicou Carlos Severo à agência Lusa.

O objetivo é “posicionar Portugal como um país que também sabe vender e não só fazer”, bem como “mostrar que o que é português é bom”, indicou o responsável.

Em causa estão 80 marcas portuguesas de diferentes áreas, como a alimentação (Frutaformas, Wine to Eat, Bifruit), moda (Luís Carvalho, Ricardo Andrez, Storytaillors, Carolina Machado, Duarte, Luís Buchinho, Anabela Baldaque), calçado (Dora Guimarães), joalharia tradicional (Eleuterio, Isilda Parente), retrosaria (Burel), decoração (Vista Alegre, Bordallo Pinheiro), perfumaria (Lourenço Lucena) e tecnologia (a mais pequena impressora 3D do mundo).

“Não apagamos os nomes das marcas que representamos, pelo contrário, valorizamo-las, e estamos a ter imenso sucesso em Paris”, afirmou Carlos Severo.

Aludindo à loja física inaugurada no início de fevereiro, o responsável falou numa “grande revolução” no mercado francês, com a eNeNe a competir, no mesmo bairro, com marcas internacionais como a Chanel e a Givenchy.

“Estamos também a fazer um trabalho pedagógico porque há muita gente que aparece na loja, franceses e de outras nacionalidades, que nunca tinha tido contacto com marcas portuguesas”, acrescentou.

O próximo passo é levar o projeto para a internet, com a abertura da loja ‘online’ eNeNe – Novos Navegadores.

“Vamos inaugurar essa loja ‘online’ no dia 10 de junho e não é uma data ao acaso, é mesmo no Dia de Portugal porque queremos fazer da marca uma bandeira do país”, sublinhou Carlos Severo.

Juntamente com a plataforma na internet, é também lançada uma aplicação móvel que permite aos clientes, ao navegarem no ‘site’, descobrir mais sobre as marcas portuguesas através de um código QR.

Em curso estão também negociações com embaixadas de países lusófonos (como Angola, São Tomé e Príncipe, Cabo Verde e Moçambique) para criar parcerias entre a eNeNe e estas comunidades e assim divulgar os produtos portugueses, tanto em Paris como fora.

Questionado sobre o investimento, Carlos Severo falou num montante total de três milhões de euros, tanto na loja física como na ‘online’, tudo “fundos próprios” do casal.

A curto e médio prazo, o objetivo é consolidar a loja da eNeNe em Paris e a ‘online’ e, “se tudo correr bem”, levar fisicamente a marca para cidades como Xangai, Joanesburgo, Bogotá, Tóquio, Macau, Nova Iorque e Londres, adiantou Carlos Severo à Lusa.