De que está à procura ?

luxemburgo
Lisboa
Porto
Luxemburgo, Luxemburgo
Desporto

Liga portuguesa: o dia em que o Porto perdeu dois pontos

O Porto somou sábado em Braga o terceiro empate a um golo nas últimas quatro jornadas e ficou mais longe, a três pontos, do líder Benfica, que vai com mais folga para o dérbi com o Sporting.

No jogo ‘grande’ da 29.ª ronda, o Sporting de Braga adiantou-se logo aos seis minutos, por Pedro Santos, que, nos descontos da primeira parte, aos 45+3, desperdiçou uma grande penalidade, atirando ao poste direito.

Após o intervalo, os ‘dragões’ foram claramente superiores, mas não conseguiram mais do que restabelecer a igualdade, aos 62 minutos, por Soares, que apontou o seu 18.º golo na prova, reforçando o segundo posto da tabela.

Com este resultado, o FC Porto passou a contar 68 pontos, vendo aumentar de um para três a desvantagem para o tricampeão Benfica, que na sexta-feira recebeu e bateu o Marítimo por 3-0, com um autogolo de Luís Martins e um ‘bis’ de Jonas.

A formação comandada por Rui Vitória vai, assim, mais folgada a Alvalade, no próximo sábado, sabendo que um empate lhe vale a manutenção da liderança isolada e que, na pior das hipóteses, será igualado pontualmente pelos portistas.

Se o FC Porto deixou fugir o Benfica, ao Sporting de Braga aconteceu-lhe o mesmo em relação ao Vitória de Guimarães, que se colocou dois pontos à maior, ao vencer por 3-2 no reduto do Desportivo de Chaves, onde chegou a liderar por 3-0.

O uruguaio David Texeira, aos 12 minutos, Hernâni, aos 14, e o peruano Hurtado, aos 36, apontaram os tentos que isolaram no quarto posto os vimaranenses, agora com quatro triunfos consecutivos e oito jogos sem perder.

Na segunda parte, os locais ainda fizeram, no entanto, perigar o triunfo do ‘onze’ de Pedro Martins, com tentos de Rafael Lopes, aos 75 minutos, e William, aos 77, mas não conseguiram chegar ao terceiro.

Pelo meio, atrás de Benfica e FC Porto e à frente de Vitória de Guimarães e Sporting de Braga, segue o Sporting (63 pontos), que sexta-feira venceu por 3-0 em Setúbal, onde o holandês Bas Dost fechou a contagem, com o seu 28.º golo na prova.

Na luta pela fuga à despromoção, o lanterna-vermelha Tondela deu sinal de vida, ao vencer em casa o Rio Ave por 2-1, colocando um ponto final numa série de nove jogos sem ganhar (quatro empates e cinco derrotas).

Num encontro que os forasteiros jogaram reduzidos a 10 desde os 10 minutos, por expulsão do guarda-redes Cássio, os locais chegaram ao triunfo com tentos de Marcelo (nove minutos, na própria baliza) e Osório (62).

Aos 42 minutos, Krovinovic ainda restabeleceu a igualdade, mas não impediu o triunfo dos anfitriões, que se queixaram de duas grandes penalidades não assinaladas, sendo que, após a segunda, aos 19, o treinador Pepa foi expulso.

O Tondela passou a contar 20 pontos, os mesmos do Nacional e menos um do que o Moreirense, formações que se defrontam segunda-feira, no fecho da ronda, enquanto o Rio Ave manteve-se com 39, em sétimo, não aproveitando o desaire do Marítimo, o sexto colocado, que soma 44.

Bem abaixo, nos 31 pontos, colocou-se o Arouca, que acabou com uma série de oito jogos sem ganhar (sete derrotas e um empate), ao vencer em casa o já tranquilo Feirense (11.º, com 35) por 2-0, graças a um ‘bis’ de Kuca.

O cabo-verdiano inaugurou o marcador aos 14 minutos, num penálti, à ‘Panenka’, depois de ser carregado na área por Paulo Monteiro, e resolveu o encontro aos 51.

Nos outros jogos realizados na sexta-feira, entre equipas tranquilas na tabela, o Estoril-Praia vencer por 3-1 no reduto do Belenenses e o Paços de Ferreira empatou a zero no Bessa, frente ao Boavista.