De que está à procura ?

luxemburgo
Lisboa
Porto
Luxemburgo, Luxemburgo
Comunidades

José Luís Carneiro esteve com as vítimas do acidente em França

© http://www.lejsl.com/

O secretário de Estado das Comunidades, José Luís Carneiro, visitou segunda-feira vários portugueses feridos no despiste de um autocarro em França, que causou quatro mortos, para prestar solidariedade e fornecer contactos para futuras diligências e trasladação dos corpos.

“Já efetuei uma visita a vários feridos, feridos esses que estão em observação e em fase de recuperação”, disse à agência Lusa o secretário de Estado, adiantando que deixou, quer aos feridos, quer às autoridades hospitalares o contacto do serviço consular para o apoio a todas as diligências que sejam necessárias.

Em declarações à Lusa, José Luís Carneiro, que está em Lyon, França, desde domingo, contou que os passageiros do autocarro que visitou “estão muito conscientes do que se passou”.

“Transmitiram-me que o autocarro numa curva pouco acentuada começou a derrapar no gelo e que depois foram projetados – a maior parte deles – e foi nessa projeção pelos vidros que houve até o atropelamento de alguns. Estão muito conscientes e profundamente tristes com o que se passou, mas ao mesmo tempo com vontade de voltar às suas terras de origem e à Suíça onde têm as suas vidas estruturadas”, indicou.

O secretário de Estado disse também que esteve reunido hoje de manhã com alguns familiares de uma das vítimas mortais, a quem manifestou toda a disponibilidade e apoio do Governo português.

“Deixámos os nossos contactos e os da Câmara Municipal de Lousada, que já disponibilizou um transporte para que os avós da criança com prognóstico reservado possam deslocar-se para França e também com o apoio de um técnico da ação social”, disse.

José Luís Carneiro indicou também ter feito contactos com os presidentes da Câmara de Meda e Vila Nova de Foz Côa, distrito da Guarda, autarquias que possuem gabinete de apoio ao emigrante.

O secretário de Estado adiantou ter estado reunido com o perfeito Mâcon, da região de Lyon, a quem manifestou as condolências por parte do primeiro-ministro, António Costa, e ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, e a “vontade do Governo em cooperar com as autoridades para que seja feita a trasladação dos corpos o mais célere possível.

“Para que possam estar libertos após as autopsias, dar uma maior celeridade ao processo para que as famílias possam fazer o luto por aqueles que agora partiram. Não podemos ainda referir datas da trasladação, estamos nas diligências processuais”, disse.

No que diz respeito às causas do acidente, José Luís Carneiro disse que “tudo indica que foi o gelo, contudo o inquérito está a decorrer”, agradando-se pelas conclusões.

O secretário de Estado disse ainda que vai ainda hoje deslocar-se ao Hospital de Mâcon para visitar outros feridos do acidente.

O despiste de um autocarro na madrugada de domingo na Estrada Nacional 79, na direção Mâcon-Moulins, num troço da RCEA (Estrada Centro Europa e Atlântico), conhecida por ser uma estrada perigosa, provocou quatro mortos, três feridos graves e 25 ligeiros, que seguiam no autocarro a caminho de Genebra, Suíça.

Na viatura seguiam 32 passageiros. Quatro morreram, três estão hospitalizados e dos restantes 25, 15 já seguiram viagem para a Suíça.