De que está à procura ?

luxemburgo
Lisboa
Porto
Luxemburgo, Luxemburgo
Europa

Fisco espanhol devolve dois milhões a Cristiano Ronaldo

Cristiano Ronaldo cedeu, em dezembro de 2014, a explorações dos seus direitos de imagem a duas sociedades radicadas nas Ilhas Virgens Britânicas e propriedade, através da sociedade Mint Media, do empresário e dono do Valência, Peter Lim. Por esse negócio, cujo objetivo era a difusão da imagem do atleta no poderoso mercado asiático, Ronaldo pagou dois milhões de euros de IVA.

Agora, as autoridades tributárias devolveram ao atleta esse valor, considerando que esse pagamento não era legalmente obrigatório. Segundo o El Mundo, o fisco espanhol considerada que este negócio “não está sujeito ao pagamento de IVA por se tratar de prestações de serviços localizadas fora do território de aplicação do imposto”.

Com esta decisão, a multa de 18,8 milhões de euros aplicada a Ronaldo por quatro crimes fiscais – que lhe valeram também dois anos de pena suspensa – foi reduzida para 16 e ficou praticamente saldada. O mesmo jornal indica que o atleta já pagou 13,4 milhões de euros e que pagaria a última tranche nas próximas semanas.

Ronaldo foi acusado de ter, de forma “consciente”, criado empresas na Irlanda e nas Ilhas Virgens britânicas, para defraudar o fisco espanhol em 14.768.897 euros, cometendo quatro delitos contra os cofres do Estado espanhol, entre 2011 e 2014. Os 18 milhões de multa incluem o valor dos juros.