De que está à procura ?

luxemburgo
Lisboa
Porto
Luxemburgo, Luxemburgo
Colunistas

De que guerras?

Chega-se a meio do caminho, ao meio da vida e as dúvidas adensam-se cá dentro como a bruma das manhãs da minha infância!

Pergunto- me de que serve a luta, a constante vontade de continuar na senda de um desígnio maior, ou melhor!

Olho o mundo com olhos de criança!

Tudo ou quase tudo é um caminho virgem a desbravar.

A realidade que me cerca é muitas vezes cruel, impiedosa. Mulheres à deriva! Refugiados pelos cantos a mendigar um pouco de sumo para matar a sede nas manhãs da Europa.

– Obrigada minha senhora, vocês aqui são muito amáveis. Sabe, quem me dera não estar aqui! Poder estar no meu país, sem guerra, sem medo, sem destruição.

E as minhas dúvidas crescem! Tanta gente neste país e noutros pela Europa fora , com licenciaturas, mestrados, e o que encontram para sobreviver , depois de anos de estudo, são os trabalhos mais precários!

E as minhas dúvidas crescem, quando depois de 3 dias às voltas com a literatura da guerra colonial, me pergunto; porquê e para quê!

De que guerras são agora feitos os nossos dias?