De que está à procura ?

luxemburgo
Lisboa
Porto
Luxemburgo, Luxemburgo
Luxemburgo

Camões expõe fotografias de Augusto Alves da Silva

Fotografia de Augusto Alves da Silva © Augusto Alves da Silva

No âmbito do Mês Europeu da Fotografia 2017 no Luxemburgo, o Centro Cultural Português – Camões acolhe a exposição de fotografia que terá lugar nas suas instalações de 25 de abril a 22 de junho.

Augusto Alves da Silva nasceu em Lisboa em 1963, vive e trabalha em Tremez, Santarém.

Estudou Engenharia Civil no Instituto Superior Técnico de Lisboa, 1981-1984.

Estudou Fotografia na London College of Printing (1989) e “Media Studies” na Slade School of Fine Art de Londres em 1997, com duas bolsas da Fundação Calouste Gulbenkian.

Augusto Alves da Silva foi nomeado para o Prémio União Latina (1996 e 1998), para o prémio BES Photo 2006 e para The Citybank Private Bank Photography Prize 1999, na Photographers’ Gallery, em Londres.

Em 2009 a exposição retrospectiva do seu trabalho, denominada Sem saída : Ensaio sobre o optimismo, teve lugar no Museu de Serralves.

A exposição Crystal Clear apresentada no Museu de Arte Contemporânea de Elvas foi nomeada para a “Melhor Exposição de Fotografia 2016”, pela Sociedade Portuguesa de Autores.

As 91 fotografias que constituem a exposição Cielo foram escolhidas a partir de uma série muito mais vasta, que o fotógrafo realizou, conduzindo a uma velocidade média de 40 km/h. Essas fotografias são o relato de uma travessia de Espanha por estradas de terra.

“Quando em Julho de 1997 fiz Estrada em Obras, nos Picos de Europa, encontrei um caminho de terra que me levou a imaginar se seria possível atravessar a Península Ibérica sem conduzir sobre asfalto.
Ao longo dos anos que se seguiram, percorri Espanha em busca de trajetos que interliguei com o auxílio de um sistema GPS, no qual via as estradas asfaltadas que tentava evitar, enquanto procurava na paisagem as estradas de terra que imaginava possíveis. Parti de Cádiz na madrugada de 19 de Dezembro 2007, na companhia do meu cão Jet, e percorremos cerca de 5.000 km até ficarmos bloqueados pela neve, no dia 7 de Janeiro de 2008, perto do Curavacas (Montanha Palentina), próximo do local onde a ideia tinha surgido dez anos antes. A viagem foi feita no sentido sul-norte, num veículo todo o terreno, ao qual adaptei uma câmara que me permitiu fotografar enquanto conduzia a uma velocidade média de 40 Km/h. De um total de 10.131 fotografias, escolhi 5.148 para serem projetadas em vídeo num ecrã de grandes dimensões, numa sequência aleatória, sem fim, ao som de estações de rádio espanholas transmitidas em direto, via internet. Iberia foi apresentado pela primeira vez na exposição individual Sem Saída / Ensaio Sobre o Otimismo, no Museu de Serralves, Porto, 2009. As 91 fotografias de Cielo foram escolhidas a partir de Iberia e sequenciadas para serem publicadas num livro que ainda não existe. Fi-lo porque agora sinto a necessidade de contemplar estas imagens por tempo indeterminado e em silêncio. Assim, revejo-me ainda mais nas pessoas e animais que surgem nas bermas das estradas, pelos quais sinto um particular afeto.” declarou o fotógrafo Augusto Alves da Silva.

Cielo

Augusto Alves da Silva

25 de abril – 22 de junho 2017

De segunda à sexta-feira, das 9h00 às 17h30

4 Place Joseph Thorn, L-2637 Luxembourg

(+352) 463371 / CCP-LUXEMBURGO@camoes.mne.pt

A inauguração da exposição Cielo terá lugar no Camões – Centro Cultural Português no dia 25 de abril às 18h30

O fotógrafo Augusto Alves da Silva estará no Luxemburgo de 19 a 26 de abril.