De que está à procura ?

luxemburgo
Lisboa
Porto
Luxemburgo, Luxemburgo
Europa

Alemanha decide proibição do diesel esta quinta-feira

Um tribunal federal vai decidir esta quinta-feira se as cidades alemãs podem proibir a circulação de veículos muito poluentes, decisão já tomada por vários tribunais locais na sequência do escândalo das emissões poluentes da Volkswagen em 2015.

A decisão deverá afetar sobretudo os lucros dos construtores de motores diesel, os principais emissores de dióxido de azoto (Nox), substância que já levou a ameaças de sanções por parte da União Europeia e que é considerada responsável por doenças respiratórias, noticiou o Expresso.

A organização ambiental Deutsche Umwelthilfe (DUH) processou as cidades de Estugarda (coração da indústria automóvel) e Dusseldorf por considerar que os níveis de emissões poluentes, em particular de óxido de azoto, não cumprem as normas em vigor na União Europeia.

Cerca de 15 milhões de veículos a diesel circulam atualmente na Alemanha e associações de defesa do ambiente citadas pela agência Reuters estimam que em pelo menos 90 cidades os níveis de poluentes ultrapassem os limites impostos por Bruxelas.

Depois da Volkswagem admitir ter falseado os testes anti-poluição em 2015, os tribunais locais decidiram que os municípios abrangidos proibissem a circulação de veículos diesel não conforme à lei nos dias de maior poluição. Mas os construtores automóveis contestam a decisão, uma vez que a proibição total poderá levar à descida dos preços dos veículos no mercado de segunda mão e a um aumento do preço dos contratos de locação, baseados no valor residual do veículo no fim do período contratado.

Paris, Madrid, Atenas e México já anunciaram que vão proibir a circulação de veículos a diesel nos centros urbanos até 2025, enquanto a câmara de Copenhaga vai proibir o acesso de veículos a diesel recém matriculados ao centro da cidade já a partir de 2019.

A 11 de fevereiro, o governo alemão comunicou a Bruxelas que vai começar a estudar a gratuitidade dos transportes públicos para reduzir a poluição nas cidades, em resposta à ameaça de sanções da União Europeia. O processo de substituição do transporte particular por meios de transporte público menos poluentes deverá ser testado em cinco cidades do país: Bona, Essen, Herrenberg, Reutlingen e Mannheim.